Início » Educação Infantil » Meditação para crianças: 5 métodos e benefícios

Meditação para crianças: 5 métodos e benefícios

Em meio da rotina do dia a dia, com aulas, brincadeiras e consultas médicas, um momento de respiro é necessário para as crianças alinharem suas ideias e pensamentos.

A meditação para crianças tem se tornado um método muito comum na educação infantil. Em geral, ela é utilizada para ajudar as crianças a melhorar o autoconhecimento e aprender a se acalmar em situações estressantes que surgem no dia a dia.

Interessante, não acha? Para te ajudar a aderir à meditação na rotina de seu filho, preparei algumas dicas que podem auxiliar neste processo. Continue em nosso blog e veja os métodos e seus principais benefícios.

1. Inspira e expira

As técnicas de respiração são um dos métodos mais conhecidos para praticar a meditação — isso, tanto com adultos quanto com crianças. A prática surgiu a partir do que chamamos de mindfulness: ato de se concentrar apenas no presente.

Ao respirar, a criança “puxa” novos ares para o seu interior e, ao inspirar, “solta” todos os problemas que as afligem no momento. Aqui, é preciso que ela entre em reflexão, permita sentir os seus próprios sentimentos e tenha uma boa inteligência emocional.

Você, mamãe, pode auxiliar o seu pequeno realizando a contagem para ele respirar em um ritmo adequado. Para isso, repita constantemente: “Um, dois, três… Inspira. Um, dois, três… Expira”. Ah, e lembre-se: para dar esse suporte, você precisa estar com uma voz calma e tranquilizante.

menina meditando

2. Meditação da atenção focada

A técnica de meditação da atenção focada é normalmente utilizada para aliviar a ansiedade e trazer a atenção da criança para o presente.

Conforme notei em algumas das pesquisas que realizei, o processo para implantá-la na rotina dos pequenos é supersimples. Basta que você tenha um pouquinho de paciência e siga os seguintes passos:

  • Prepare um ambiente adequado. Pode ser em uma cadeira, almofada ou sofá;
  • Peça para o seu filho concentrar-se em apenas um objeto do cômodo onde está;
  • Com o tempo, você perceberá que ele perderá a concentração. Então, auxilie-o a entender quais os tipos de pensamentos estão tirando a sua atenção;
  • Volte o processo de se concentrar em um único ponto.

Por mais simples que pareça, essa técnica precisa ser implantada aos poucos. Afinal, a capacidade de concentração precisa ser desenvolvida com o tempo. No início, a atividade pode ser feita bem rapidinho com cerca de um minuto, por exemplo, e aumentar de forma gradativa.

Veja também: Como montar um guarda-roupa infantil unissex: 5 dicas e modelos!

3. Meditação infantil com ajuda de um sino

O sino pode se tornar um grande amigo na hora de incentivar a meditação infantil. Isso porque ele possui um som pendular, com ondas que vão e voltam em notas suaves.

A movimentação do instrumento mostra para a criança as transições naturais da vida — as coisas vão e voltam, assim como as cordas do sino.

Além da lição, o som emitido pelo instrumento possui um padrão tranquilizante que acalma o consciente da criança e como apontado em um artigo realizado pela equipe Linus, ajuda a:

  • Aliviar as tensões musculares;
  • Aumentar a defesa do organismo;
  • Estimular o equilíbrio entre os dois lados do cérebro;
  • Melhorar a criatividade infantil.

Bastante coisa, não acha? Fique tranquila caso não tenha um sino em sua casa, existem alguns outros instrumentos que podem substituí-lo, algumas alternativas são: corda de violão, violino e tambor.

4. Repetição de frases de autoconhecimento

A verbalização é a melhor maneira para a criança expressar os sentimentos. Ela não só ajuda os pequenos a se comunicarem melhor, mas também auxilia no desenvolvimento de uma educação positiva com mais autonomia.

Aqui é interessante trabalhar pontos que causam sofrimentos para as crianças, como problemas de autoestima, desentendimentos com os amiguinhos ou dificuldades na escolinha.

A ideia é criar frases ou mantras que sejam positivos e ajudem a criança a acreditar em seu potencial. Trabalhe com palavras do tipo: “Eu sou inteligente, eu sou feliz, eu sou amado” e incentive seu filho a repeti-las com frequência.

5. Fantasia dirigida

A fantasia dirigida é um método bastante utilizado pela psicoterapia para incentivar a meditação para as crianças. Ela consiste na criação de imagens mentais que levam os pequenos para um local imaginário: seguro, confortável e, muitas vezes, mais feliz do que a realidade.

Para aplicá-la com seu filho, basta você usar histórias infantis que trabalham com a imaginação. Aliás, você pode até se inspirar em algum livro ou roteiro já existente. Contudo, não se esqueça de incluir o seu pequeno dentre um dos personagens.

A leitura infantil pode tornar esse método ainda mais simples. Afinal, ela estimula a imaginação, criatividade e atenção das crianças. Entre em nosso outro post e confira!

menino meditando dentro de casa

Quais os benefícios da meditação infantil?

Conforme apontado pela equipe de Medicina Integrativa do Hospital Einstein, a meditação infantil proporciona uma experiência relaxante e tranquilizante para a criança. Além disso, os pediatras mostram alguns outros benefícios para os pequenos, sendo eles:

  • Aumento da concentração;
  • Desenvolve o autocontrole e autoconhecimento;
  • Desperta a sabedoria interna;
  • Diminui a ansiedade;
  • Estabelece pensamentos positivos;
  • Evidencia qualidades não conhecidas anteriormente, como a criatividade;
  • Desenvolve responsabilidade e persistência;
  • Evita o terror noturno.

Claro que esses benefícios são adquiridos com o passar do tempo. Por esse motivo, mamãe, é importante que você esteja ciente de que a meditação infantil é um processo que exige constância. Ou seja: ela precisa fazer parte da rotina diária de seu pequeno.

Então, todos os dias, separe um momentinho para dedicar seu tempo com a meditação de seu pequeno. Inclusive, caso desejar, nada te impede de se juntar a essa atividade com ele. Assim, você aumenta, ainda mais, os laços afetivos entre mãe e filho.

Para continuar acompanhando outras dicas sobre maternidade e educação infantil, continue neste blog. Aqui, preparamos outros conteúdos assim como este, pensados especialmente no crescimento de seu filho. Aproveite e veja também: como contribuir com a educação financeira e dar mesada para as crianças.

5/5 - (Total de avaliações: 1)
Compartilhe:
Jefferson Back

Autor: Jefferson Back

Graduado em Publicidade e Propaganda pela Unisociesc Blumenau, atua no universo digital há quase dez anos. Pós-graduando em Neuromarketing e Brandsense pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), é fascinado pelo mundo da comunicação e comportamento humano.

Deixe um comentário