Como recuperar a autoestima durante e após gravidez

Os nove longos meses de espera de uma gravidez são apenas o anúncio das grandes mudanças que transformarão completamente a vida das futuras mamães. Mesmo que todo esse tempo seja dedicado a uma adaptação e leitura de livros sobre a maternidade, parece que nada prepara uma mamãe suficientemente para cuidar de uma nova vida sem perder a própria identidade.

Você já se identificou com essa situação? Mães de primeira viagem ou não, as variações de comportamentos e sentimentos que toda mulher vive durante a gravidez perduram por muitos meses após o nascimento do bebê. Aprender a como recuperar a autoestima depois da gestação é o caminho que te ajuda a se sentir melhor consigo mesma e a fortalecer o vínculo entre mãe e filho.

Confira nossas dicas valiosas para melhorar a sua autoestima durante esse novo capítulo da sua vida! Assim, você se sentirá mais confiante e segura de suas próprias ações.

Ter uma autoestima saudável é determinante para que você não se esqueça da mulher incrível que você é, além de influenciar diretamente na sua felicidade e do seu bebê. Vamos lá?

Autoestima durante a gravidez

Sentir-se feia durante a gravidez ou não reconhecer o próprio corpo durante esse delicado período são alguns sintomas de que a autoestima da mãe não está bem. Podemos dividir a culpa disso entre as variações hormonais que o corpo feminino sofre e a falta de preparação psicológica para o grande momento que virá.

A autoestima é o modo como julgamos nossa própria imagem, que é definida pela autopercepção da aparência física e o senso sobre como nos comportamos diante dos desafios da vida. Em um momento que surgem várias dúvidas sobre como ser uma boa mãe, é normal questionar seus próprios atos e pensamentos. O post sobre maternidade real, já publicado aqui, pode te ajudar a entender melhor esse novo universo.

O corpo também sofre muitas alterações ao longo desse período, e quando o neném nasce, a mãe costuma ter pouco tempo para si mesma, nos primeiros meses. No entanto, o importante é estabelecer limites nesse processo de autoconhecimento e tentar resgatar a sua identidade.

O que queremos dizer? Cobrar-se demais e exigir respostas para todos os seus questionamentos podem fazer mais mal do que bem. Tenha em mente que o peso da sua responsabilidade como mãe está na pequenas atitudes e você saberá como agir quando o momento chegar.

Se preocupar antecipadamente causará estresse em excesso e, quando uma situação finalmente precisar de uma ação sua, você estará desgastada demais para lidar da maneira como gostaria! Para garantir que você aproveite a gravidez de maneira tranquila e leve, considere praticar as seguintes dicas no seu dia a dia:

1) Compartilhe seus medos com as pessoas ao seu redor

Falar em voz alta os seus medos e receios de ser mãe é uma excelente forma de ajudar a sua autoestima. Como isso acontece? Bem, quando não verbalizamos um sentimento, ele ocupa uma grande espaço em nosso imaginário, tornando-o maior do que ele realmente é.

Ao identificar o que você sente e conversar com um ente querido sobre o assunto, você passa a entender melhor a origem do problema e se sente mais forte para lidar com ele. Para essa conversa, vale também ressaltar os seus medos sobre o seu corpo e a sua imagem, compartilhar essas preocupações com pessoas próximas e com o seu parceiro, tornará tudo isso mais leve.

2) Faça um planejamento da sua gravidez

Ao desocupar a sua mente das milhares de pequenas atividades que você precisará fazer, você não se sentirá sobrecarregada e terá mais confiança nos momentos de tomada de decisão. Para isso, crie uma agenda de todos os seus compromissos relacionados à gravidez. Coloque no papel as datas dos exames e consultas médicas, a lista dos materiais essenciais para cuidados do seu bebê, entre outras tarefas.

3) Tenha em mente de que a gravidez é um período temporário

Durante nove meses o seu corpo trabalhará intensamente para fornecer tudo o que seu bebê precisa. Ou seja, seu corpo funcionará em um ritmo totalmente diferente do que você já viveu. É normal sentir-se estranha e ter dificuldade em se sentir a vontade em sua própria pele.

Lembre-se de que isso passará. Aos poucos, seu corpo voltará ao que era antes. Enquanto isso, direcione a sua mente para admirar as incríveis mudanças que você é capaz de fazer para cuidar tão bem da vida que está gerando.

4) Reconheça a importância em pedir ajuda

Aproveite a presença dos seus familiares ao seu redor e divida com eles as responsabilidades que envolvem a preparação para a chegada do bebê. O mito da maternidade perfeita sobrecarrega as mães com a responsabilidade de cuidar da criança sozinha.

Na realidade, toda a família pode contribuir para a criação do bebê. Por isso, quanto mais cedo você reconhecer a necessidade de pedir ajuda, mais fácil será lidar com os momentos de estresse e cansaço quando o neném chegar!

Não se sinta culpada em querer um tempinho só para você, encontre meios de encaixar no seu dia pequenas rotinas de cuidado e hábitos que você costumava gostar antes de ser mãe.

5) Mantenha uma rotina de alimentação saudável

Além de garantir a saúde do bebê, manter-se hidratada e ter uma alimentação balanceada também é vital para a saúde física e emocional da mãe. Você se sentirá mais forte e disposta para encarar o dia a dia e facilitará muito no processo de recuperar seu peso antes da gravidez!

Autoestima após a gravidez

Segundo a pesquisa do Projeto Aconchego, realizada pela parceria entre a área de Ciências e Bem-estar da Natura, o Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, o nível de ansiedade das mulheres após o parto pode quadruplicar em relação ao período de gestação.

Os motivos disso acontecer giram em torna da preocupação constante com a saúde da criança, a exaustão causada pela nova rotina com o recém-nascido e crises de identidade, em que você se descobrirá como ser mãe e mulher ao mesmo tempo! Mas não se apavore! Com os conselhos que trouxemos, você conhecerá métodos simples e importantes para manter o autocuidado em dia!

1) Cuide da sua primeira casa: o seu corpo

Pode ser difícil aceitar todas as transformações loucas que seu corpo viveu nos últimos meses. Por isso, seja gentil consigo mesma e evite comparar seu corpo com fotos antigas suas ou com a imagem de outras mães!

Cada gestação é diferente, respeite seu próprio tempo e dê condições para que seu corpo se recupere da melhor maneira. Alimente-se corretamente, beba bastante água e faça exercícios físicos com frequência – mesmo que sejam treinos curtos e mais leves do que você estava acostumada!

2) Dedique um momento do dia a você

Os primeiros meses do recém-nascido são bem desgastantes. Até acertar a rotina de sono e outros cuidados, grande parte do seu tempo será dedicado a isso. Contudo, há pequenos intervalos que você pode aproveitar para cuidar de si mesma! Valorize a hora do seu banho e relaxe ao máximo o corpo.

O momento de passar hidratante no corpo, por exemplo, podem ser os 10 minutinhos de ouro em que você se dará atenção plena e se sentirá mais bonita e tranquila. Se você já está vivendo essa fase do pós-parto, confira 4 exercícios de relaxamento que vão te ajudar a relaxar e recuperar a sua autoestima.

Quando a rotina permitir, combine com um parente ou amiga para cuidar da criança enquanto você sai de casa para fazer algo que gosta, como ir ao cinema ou ao salão de beleza.

3) Documente a sua nova fase de vida

Que tal separar um caderninho em branco para escrever as vivências dessa nova fase de sua vida? Anotar seus sentimentos e experiências te ajuda a melhorar a autoestima pois é uma forma de relembrar seus objetivos, identificar o que te faz se sentir mal e ter mais consciência do seu cotidiano.

O autoconhecimento é uma ferramenta incrível para reconhecer suas próprias batalhas, enaltecer os novos aprendizados e celebrar suas vitórias!

4) Retome hábitos antigos e saudáveis

Voltar a fazer atividades que você praticava nos tempos anteriores à gravidez auxilia no processo de redescoberta da nova mulher que você se tornou! Aos poucos, retome alguns velhos hábitos e repare se aquilo ainda te traz alegria ou não. A maternidade não deve comandar toda a sua vida, mas ser uma parte importante e complementar aos seus objetivos e desejos para o futuro.

5) Seja o seu próprio modelo de mãe

Parte da maternidade é ter que lidar com os pitacos alheios. Provavelmente, antes do bebê nascer, você recebeu vários conselhos de diferentes pessoas sobre o que você deve ou não fazer como mãe. Toda essa atenção pode se tornar uma cobrança pesada e afetar a sua autoestima.

Aprenda a definir limites e a apreciar o seu próprio jeito de exercer a maternidade. A sua própria percepção como mãe é o que contribuirá para um vínculo feliz com seu neném!

Melhorar a autoestima durante e após a gravidez é um trabalho constante e livre de culpa. Dedicar tempo e atenção aos seus próprios desejos e sentimentos é fundamental para que você viva com satisfação. Pode ter certeza de que seus filhos serão os primeiros a partilhar dessa felicidade com você!

Gostou do conteúdo? Compartilhe esse post nas suas redes sociais e ajude a espalhar informações que são essenciais para as mulheres que estão passando por esse delicado momento assim como você!

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!