Armário cápsula infantil: veja como organizar as roupas da criançada

Talvez um dos maiores dramas e reclamações sofridos por quem tem filhos em fase de crescimento é o de que as roupas se perdem na velocidade da luz. Sabia que é possível minimizar essas perdas com o armário cápsula infantil?

Além de evitar que muitas peças sejam perdidas sem nem ao menos terem sido usadas uma única vez, essa técnica também é uma ótima maneira de economizar tempo e dinheiro, além de ainda evitar o consumo excessivo.

Para algumas pessoas ter poucas peças de roupa para vestir pode soar como algo sem graça, mas fique sabendo que é o contrário. Poucas peças aguçam a criatividade para montar novas combinações e ainda ajuda a sair da mesmice. Além de ser uma ótima maneira de vestir seu filho com estilo.

É muito comum que as crianças tenham um guarda roupa lotado, afinal de contas, qual mamãe e papai resiste a uma ida às compras com opções de roupinhas coloridas, com personagens e tantas outras fofuras que chamam a atenção? 

Além disso, ainda tem o fato de que elas costumam ganhar várias peças de presente em aniversários ou outras datas comemorativas, o que faz com que o acúmulo seja ainda maior.

Então, se os pequenos crescem tão rápido, será que eles precisam mesmo de tantas peças de roupa? A resposta é não, eles não precisam.

menina de vestido gritando feliz

O que é a técnica do armário cápsula?

A grande responsável pelo surgimento do conceito cápsula foi a estilista Susie Faux, em meados da década de 70. A estilista acreditava que com peças básicas, atemporais e coringas, aquelas que possibilitam uma infinidade de combinações e não saem de moda, é possível mostrar estilo e personalidade mesmo com poucas peças de roupa.

Mas o conceito só passou a ter um reconhecimento maior anos depois, em 1985, com a estilista Donna Karan, que lançou uma coleção de roupas enxuta e que tinha somente sete peças. Para a época isso foi um choque, já que as coleções de moda costumavam ter uma quantidade de peças muito maior.

A técnica do armário cápsula é muito atrelada ao minimalismo e ao conceito de que “menos é mais”, ou seja, essa é a possibilidade de poder se vestir o ano inteiro com uma quantidade reduzida de peças.

São poucas peças, entre 20 e 70, que conversam entre si e permitem uma grande quantidade de combinações. Justamente por isso, as roupas são usadas muito mais vezes. 

Como aplicar a técnica no armários das crianças

A primeira vista pode até parecer um pouco difícil viver apenas com uma pequena quantidade de roupas, ainda mais para a criançada que está em fase de crescimento. Mas vamos te mostrar que é possível sim colocar essa técnica em prática.

Por onde começar?

Assim como qualquer organização de guarda-roupa, o armário cápsula infantil começa pela fase da separação. Então tudo que está no armário deve ser retirado e separado por categorias, para que você saiba exatamente quantas peças de cada item existem.

Além de saber as quantidades, é possível ter uma visão geral do que está sendo usado e também do que nunca foi vestido. Dessa maneira também dá pra identificar o que pode sair e o que precisa ser comprado, caso exista essa necessidade.

Separe o que ainda serve do que não serve mais. Feito isso, as roupas que ainda cabem na criança serão separadas novamente, mas em subcategorias como: roupa de passear, de festa, de brincar, de ficar em casa e os uniformes.

Como as crianças estão sempre crescendo, a organização das peças pode ser feita de 4 em 4 meses ou de 6 em 6 meses, assim é possível avaliar sempre o que ficou pequeno, o que está muito gasto e precisa substituir e o que ainda pode ficar.

menino vestindo brandili

O que entra na contagem das peças?

Talvez essa seja a principal e maior dúvida no momento de contabilizar as roupinhas. Roupas íntimas como cuecas, calcinhas, roupas de banho, meias e meia calça não entram na contagem. Pijamas e uniformes devem ser contabilizados à parte, já vão depender se são lavados diariamente ou uma vez na semana, então essa escolha é pessoal.

O restante das peças como calças, blusas e vestidos devem ser contabilizados. O mesmo vale para os sapatos.

A idade interfere no guarda-roupa

A idade deve ser levada em consideração, já que mesmo sendo criança, as necessidades mudam. Por exemplo, de recém nascido até os 3 anos é comum que o gasto de roupas diário seja alto, uma vez que podem se sujar com comida, na troca das fraldas ou brincando. Então para essa faixa etária não tem problema ter um pouco mais de peças.

Quando entram na fase escolar elas passam a usar uniforme diariamente, sendo assim, pelo menos em um período do dia não será necessário usar as roupas do armário. Por isso, a tendência é que a quantidade de peças fique mais reduzida.

Qualidade X quantidade

A frase de que qualidade é melhor que quantidade nunca fez tanto sentido quanto no armário cápsula. Como as peças são usadas com uma frequência muito maior que nos armários comuns, a qualidade vem em primeiro lugar.

Mesmo que sejam mais caras, as peças de qualidade valem a pena no quesito de custo benefício, pois na ponta do lápis é melhor comprar uma roupa que dure e seja usada por muito mais tempo do que comprar três que fiquem estragadas em pouco tempo de uso.

Clima

Assim como a idade, o clima também interfere na escolha das peças. Então esteja atento ao clima da sua região e as estações do ano.

Se você mora em uma região que costuma fazer calor boa parte do ano, não tem necessidade de a criança ter vários casacos. Além de ocupar espaço à toa, eles ainda podem pegar mofo. Um cardigan ou moletom mais levinho são o suficiente.

Já para as regiões que esfriam, é necessário que a criança tenha peças mais quentinhas. Uma dica para que os casacos ou calça não fiquem pequenos entre uma estação e outra é deixar para comprá-los somente quando for utilizá-los ou então adquiri-los em um tamanho maior, podendo assim usá-los por muito mais tempo.

Armário cápsula no verão: aprenda a montar esse curinga! 

Ter um armário cápsula de verão para a criançada é uma prioridade master, o verão é a época do ano em que os pequenos se divertem, saem bastante, viajam e passeiam por muitos lugares. Sendo assim, é necessário prever e contar com peças chave que exalam conforto e alegria. 

Para garantir a diversão não é necessário um guarda-roupa abarrotado, é possível seguir a técnica de cápsula com itens essenciais. Para selecionar essas peças você vai precisar de três coisas, cores de camisetas encantadoras, muita estampa, diversão e conforto. 

Com as crianças o conforto precisa ser prioridade máxima, opte pelos tecidos em malha e algodão. Separamos aqui três dicas fundamentais para montar o armário cápsula infantil do verão:

  • Camisetas básicas e super coloridas: escolha camisetas de tonalidade diferente e invista em pelo menos três cores. Tanto para meninas quanto para meninos essa opção é incrível e com uma única peça é possível criar diferentes visuais, com macacão, short ou bermuda!
  • Aposte em conjuntos: os conjuntinhos refrescantes de blusas e shorts funcionam tanto para os pequenos quanto para as pequenas, além de ganhar uma peça extra para os dias que exigem uma maior produção, com eles é possível variar o short do conjunto com uma blusa básica ou vice-versa. As estampas costumam ser temáticas ou cheias de estampa e charme
  • Pelo menos um vestidinho é preciso ter em todo armário cápsula infantil. Eles são ótimos para os dias de calor intenso, deixam o visual bem arrumado e refrescante, ótimo para festinhas de aniversário ou um passeio no parque. 

Viu só como é preciso somente de alguns truques para ganhar produções icônicas cheias de energia, conforto e alegria para as crianças? A Brandili acredita que não é preciso muito, conheça a coleção colors básica e monte o guarda-roupa cápsula ideal para a criançada!

grupo de crianças

Dica extra Brandili!

Se você gostou do conceito do armário cápsula e pretende colocá-lo em prática nas roupas do seu filho, uma boa dica é sempre analisar antes. 

Além disso, evite comprar peças repetidas por impulso. Por exemplo, se a sua filha ainda não está na fase das festinhas, não tem necessidade comprar um vestido de festa se ela não tem previsão de usar. O mesmo vale para roupas de frio ou de banho.

Além de economizar dinheiro você também evita os excessos e no momento que for de fato separar as peças, terá menos quantidade para olhar.

O armário cápsula é uma ótima forma de evitar o consumo excessivo, o desperdício, ganhar 

tempo e ainda economizar dinheiro. Experimente usar a técnica com as suas crianças e com certeza perceberá a diferença.

Aproveite também para ler o nosso post com dicas de presentes para meninas de várias idades e aproveite todas as dicas repletas de carinho!

Equipe Brandili

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados