Cárie de mamadeira: o que é, tratamentos e como evitar

Não há nada que afete mais o astral de uma mãe do que ver o seu pequeno em apuros, não é mesmo? Uma preocupação dos pais é com a cárie de mamadeira, um problema que começa com manchinhas inofensivas no dente e que pode evoluir para uma alteração completa da arcada dentária das crianças.

Para entender melhor o que é, as causas, riscos, formas de tratamento e prevenção da cárie de mamadeira, nós, do Blog da Brandili, expomos todas as informações sobre a doença. Acompanhe a leitura e veja como garantir a saúde bucal do seu filho ou filha!

O que é cárie de mamadeira?

A cárie de mamadeira é uma infecção que aparece nas crianças a partir do consumo exagerado de alimentos e bebidas com açúcar e por um mau hábito de higiene bucal.

Essas práticas permitem a proliferação de microrganismos patogênicos e, consequentemente, a formação da cárie que prejudicam os dentinhos do bebê. Isso pode ser identificado em seu estágio inicial por manchas brancas nos dentes.

O termo “de mamadeira” surge no nome pois os dentistas identificaram que o maior causador da cárie nos pequenos é o hábito de colocar açúcar na mamadeira para fazer a criança beber o leite e deixá-la dormir sem nenhum procedimento de limpeza bucal.

Ou seja, apesar de muitos acreditarem que o fato das crianças pequenas não terem dentes impossibilita que isso aconteça, a verdade é outra.

Os microrganismos ainda podem se prender à gengiva, atrasando o desenvolvimento dentário, causando dores e até possíveis modificações na mastigação e na fala.

Por isso, desde cedo, antes mesmo do nascimento dos primeiros dentes, devemos tomar cuidado para prevenir a cárie dos pequenos e consultar periodicamente um odontopediatra.

Veja também: Meu filho não quer comer comida de sal. O que fazer?

criança sorrindo segurando mamadeira

Por que acontece a cárie de mamadeira?

O principal causador da cárie de mamadeira é a falta de devida higienização após a alimentação, seja pelo leite materno ou por líquidos administrados pela mamadeira como fórmulas e sucos durante a introdução alimentar.

Como citado acima, as mamães sabem que os bebês facilmente acabam dormindo durante as mamadas, o que permite que o restante do alimento permaneça em sua boca por longos períodos de tempo e os microrganismos nocivos surjam.

Como tratar a cárie de mamadeira?

Se você notar pequenas manchas brancas nos dentes da criança, pode ser que ela tenha desenvolvido uma cárie de mamadeira. Para tratar, primeiro é preciso consultar um odontopediatra para que o devido tratamento para a remoção do problema seja efetuado o quanto antes.

O profissional dentista pode também indicar o uso de pastas de dente com flúor para garantir a remineralização dos dentes, mas apenas numa quantidade mínima equivalente a um grão cru de arroz: 0,01 g. Com isso, processos detalhistas de higienização dos dentes devem ser feitos diariamente.

Após cada refeição, você pode utilizar uma gaze ou fralda de pano úmida para limpar a gengiva, a língua e o céu da boca do bebê com a substância indicada pelo médico. Além disso, o tratamento de cáries é beneficiado pela ausência de sucos e/ou leites açucarados, especialmente à noite.

criança tratando do dente com dentista

Quais os riscos da cárie de mamadeira para o bebê?

A importância do tratamento da cárie vai muito além da correção de um problema pontual! A sua presença e a deterioração inicial dos dentes de leite podem trazer consequências graves para o bebê que perduram até a vida adulta, então é uma atitude indispensável da parte dos pais. Os principais riscos da cárie de mamadeira são esses:

  • Dentes tortos ou danificados de maneira definitiva;
  • Modificações no processo natural de mastigação;
  • Dores, enxaquecas e problemas de mastigação;
  • Atraso no desenvolvimento da fala para a idade;
  • Dificuldades na respiração.

Além disso, a cárie de mamadeira traz bactérias que estão relacionadas com um processo inflamatório que pode chegar a resultar na perda do dente e, em alguns casos, atingir a corrente sanguínea da criança.

criança tomando banho segurando escova de dente

Como prevenir a cárie de mamadeira?

Começando pelo básico e primordial, precisamos possibilitar uma formação completa e adequada dos dentinhos dos pequenos. O leite materno possui minerais fundamentais para isso: há dados que mostram que defeitos nos esmaltes dos dentes estão associados especialmente com crianças que mamaram pouco no seio da mãe.

A probabilidade do surgimento de cáries e outros problemas dentários é bem menor nas crianças que se alimentam do leite materno – até mesmo as graves deformações na arcada dentária associadas com a sucção não nutritiva de mamadeiras e chupetas são melhor prevenidas.

O aleitamento materno é fundamental e, se bem orientado, é capaz até de retardar a introdução da sacarose (principal constituinte do açúcar de mesa) na dieta infantil. Por isso, se não houver nenhum tipo de impedimento, devemos seguir as recomendações do Ministério da Saúde e oferecer apenas leite materno até no mínimo os 6 meses para prevenir cáries.

mãos segurando uma escova de dente inserindo pasta

No entanto, é necessário tomar cuidado com o tempo recomendado para a amamentação! Nos casos de desmame tardio (após os 2 anos), a prática de adicionar açúcar à mamadeira para incentivar que a criança beba o leite é comum, assim, a prática pode ser uma grande precursora para o desenvolvimento de problemas bucais.

Resumindo, as melhores formas de prevenir a cárie de mamadeira são alimentar corretamente o bebê em seus primeiros meses e não inserir açúcar precocemente em sua dieta. Combine isso com uma boa higienização diária e consultas periódicas com odontopediatras e estará propiciando uma dentição saudável para o seu filho ou filha.

Isso também pode te interessar:

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados