Início » Alimentação » Meu filho não quer comer comida de sal. O que fazer?

Meu filho não quer comer comida de sal. O que fazer?

“Meu filho não quer comer comida salgada, o que eu faço?”. Essa é uma dúvida que muitas mães possuem. É natural que a criança rejeite comidas salgadas a princípio, afinal, o leite materno e as mamadeiras com leite em pó tem gosto adocicado. É só questão do paladar se acostumar, veja a seguir como ensinar a criança a comer comidas de sal.

1. Misture frutas nas papinhas

A banana é uma das melhores frutas para colocar em papinhas, isso porque ela agrega o sabor adocicado que o paladar infantil está acostumado e, ao mesmo tempo, é nutritiva.

Essa estratégia é usada na introdução alimentar, ou seja, quando as crianças ainda são pequenas e estão na fase de transição, do leite para as papinhas e, assim por diante.

Esse momento é uma explosão de sabores em seu paladar, sendo uma etapa importante na vida delas. É por isso que nesse processo usamos frutas nas papinhas, assim, a criança não passa por uma mudança brusca.

2. Monte um prato atrativo

A forma como você apresenta a comida pode gerar mais interesse. Esse é o momento Masterchef da cozinha, afinal de contas, a expressão “comer com os olhos” é real e influencia diretamente na expectativa da criança. Por isso, existem diversos pratinhos infantis coloridos.

Para pratos infantis com divisões

Opte por comprar pratos com divisões, os mais comuns apresentam entre duas ou três. Além disso, escolha um modelo que tenha desenhos no fundo, assim você torna o momento divertido: “vamos achar o leãozinho?”, é um esconde-esconde com a comida.

Para pratos lisos

Nos pratos lisos, o que chama a atenção é o posicionamento dos alimentos. Por isso, evite misturar tudo de uma vez, deixe cada preparo em um lugar diferente.

Experimente montar um prato com legumes empilhados, com o caldo do feijão na lateral.

Um conselho: cozinhe alimentos coloridos. As cores têm um poder magnífico na montagem do prato, sendo assim, prepare legumes vibrantes, como cenoura, abóbora e beterraba.

3. Ofereça diferentes preparos

Existem inúmeras formas de preparo, para citar algumas: cozido, assado, grelhado, defumado, no vapor e frito. No caso da criança, é interessante que você ofereça as comidas de sal com outros preparos.

Inclusive, a batata e a mandioca são campeãs nisso. Ambas podem ser cozidas, ficam macias. Se amassadas podem virar um purê delicioso. Na grelha, depois de cozidas, ficam crocantes por fora e macias por dentro. Fritas, não há quem não se apaixone.

Com isso em mente, pegue o mesmo alimento e cozinhe de formas diferentes, às vezes o que falta é mudar a textura.

4. Chame para preparar junto

Uma forma da criança se interessar pela comida de salgada é torná-la familiar e, para isso, chame-a para preparar as comidas junto com você.

Faça o seguinte: peça para pegar um legume na geladeira, explique como ele é importante para o cabelo, pele, etc. Aproveite para ensinar o processo de cozimento dos alimentos e dê um punhado de sal para eles colocarem na panela.

No geral, a forma como a criança ajuda é você quem decide, o importante é tornar a comida de sal parte do cotidiano.

Aprenda: Como preparar pizza com criança.

5. Convide para comer junto com a família

A criança é observadora, e como está em fase de aprendizagem, os mais velhos são o exemplo a ser seguido. Por esse motivo, chame para almoçar e jantar com todo mundo.

Dessa maneira, a criança vê como todos estão comendo, dizendo que é gostoso, repetindo e, por fim, se interessa pela comida também. E um detalhe, não force obrigada a criança a comer mais do que aguenta, pois isso pode criar uma rejeição durante as refeições.

6. Evite dar recompensas doces em seguida

Evite dar sobremesas logo após comer a comida salgada, pois isso já tira o sabor do sal do paladar e, por consequência, o corpo se acostuma com sabores adocicados em vez de salgados. Deixe os doces para outro momento, por exemplo no café da tarde ou apenas quando a criança sentir vontade.

7. Diminua a quantidade de lanches entre refeições

Outro ponto que pode interferir no interesse na comida de sal é estar de barriga cheia, comer sem fome não é prazeroso. Faça o teste e reduza a quantidade de lanches entre as refeições, principalmente antes do almoço.

Aprenda a dizer não quando faltar poucos minutos para o almoço, mas caso ainda faltem algumas horas dê uma pequena porção de frutas que abrem o apetite, como a maçã.

8. Tire a televisão e netflix no momento de comer

Comer assistindo um filme, série ou desenho é divertido, mas isso faz com que a criança não sinta o verdadeiro sabor das comidas. Isso acontece porque a distração é maior e é como se a criança não soubesse que está comendo.

Além disso, essa prática retarda o funcionamento do metabolismo a ponto de não se sentir satisfeito. No futuro, pode virar um vício. É melhor evitar desde cedo.

Essas são algumas estratégias que as referências em saúde da criança e pediatria indicam, faça o teste e conte para gente qual funcionou.

Gostou de aprender com a gente? Continue acompanhando o blog para adquirir dicas importantes sobre o desenvolvimento infantil e sobre o universo da maternidade.

Leia também:

5/5 - (Total de avaliações: 2)
Compartilhe:
Equipe Brandili

Autor: Jefferson Back

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Deixe um comentário