Como acertar na hora de dizer não aos filhos

O desafio de criar outro ser humano pode ser um verdadeiro teste de paciência e criatividade. Mamães e papais de plantão sabem bem o que é isso! Quando o assunto é dizer não aos pequenos então… esse é o momento perfeito para respirar fundo e aprender a dialogar com amor.

Além de ser uma experiência incrível redescobrir o mundo pelo olhar das crianças, não podemos esquecer que faz parte da nossa missão ensinar as regras e dizer não aos nossos filhos quando necessário. 

Seguindo o instinto de proteger os filhos, é natural evitar situações que os levem a sentir tristeza e frustração. Contudo, receber um “não” pode ser a chave para a porta da resiliência e da criatividade, o que levará a uma vida adulta mais confiante.

Você tem dificuldade para negar as coisas aos seus filhos? Leia as dicas que reunimos para tornar essa tarefa mais fácil no cotidiano da sua família!

Passo a passo sobre como dizer “não” na criação dos seus filhos

1. Converse olho no olho

O primeiro passo para uma educação positiva nesse caso é utilizar um diálogo aberto e franco. Como fazer isso? Fique na altura da criança, olhando em seus olhos, e use uma voz firme para lhe explicar o que não se pode fazer e o motivo disso. 

Lembre-se de que a atenção dela está na forma como você reage, por isso evite falar nos momentos em que você se sente estressada ou com raiva para não gritar e intimidá-la. 

2. Explique o porquê da negativa

Entender o tipo de comportamento esperado é objetivo principal! Dizer não é apenas a forma como você fará isso. Portanto, sempre traga uma explicação para seu filho do porquê você está negando algo a ele.

Dois minutos de distração e seu filho riscou toda a parede da sala? A tentação de gritar “não” é grande, sabemos, mas respira fundo! Chame a atenção dele explicando que a casa é um lugar que pertence a toda família, por isso devemos zelar e conservar tudo o que está ali. 

Caso a criança queira usar as canetinhas, há um lugar certo para isso e se chama folha de papel!

3. Previna-se contra a birra em público

O que vale para dentro de casa também deve ser repetido do lado de fora. Planejou uma saída com as crianças? Prepare-se antes! Converse com elas, diga para onde irão e faça um acordo sobre o que elas podem ou não podem fazer lá.

Uma vez que os limites estão esclarecidos, é mais fácil para a criança compreender o que se espera dela e quais são as consequências caso não seja cumprido o combinado.

4. Aprecie o esforço da criança

Todo mundo gosta de elogios independentemente da idade. Essa é uma ótima maneira de estimular o bom comportamento.

A criança fez a tarefa da escola? Elogie a sua disciplina! Guardou todos os brinquedos depois de brincar? Fale como você admira a sua organização e deixe ela escolher qual filme vocês assistirão juntos! Assim ela tem a confirmação de que agiu da maneira correta.

5. Seja o exemplo que seus filhos esperam de você

Já parou para pensar em como você reproduz várias atitudes que seus pais faziam? O motivo disso é porque você cresceu observando como eles agem e repetindo inconscientemente. 

Não basta repreender a criança e dizer que ela não deveria comer doce em vez de almoçar se esse é um costume que você mesma tem. As regras e os limites criados dentro de casa devem servir para todos. Atente-se às suas ações!

criança pegando morango

Como negar de acordo com a idade

No decorrer do desenvolvimento da criança, é esperado que ela aprenda a se comunicar cada vez mais verbalmente. Quando somos bebês, a principal forma de nos comunicarmos com o mundo é através de gestos e grunhidos.

Exatamente pela pouca bagagem com a linguagem verbal, é natural que as crianças menores reajam chorando quando algo lhes é negado. 

E aqui está o delicado momento de saber deixá-la expressar os sentimentos de decepção e angústia, mas também saber impor limites na birra infinita.

É importante ter em mente que, a partir dos 2 anos de idade, a criança já entende o significado do “não” e que ele traz consequências para a sua vida. Se quiser entender mais como funciona a fase dos 2 anos, escrevemos um guia sobre essa idade para você aprender a lidar!

Quando maiores, a criança passa a articular melhor as palavras aprendidas e entra na fase dos questionamentos do mundo. Por que não posso fazer isso? Por que não posso comer aquilo? Por quê? Por que e mais porquês.

Dê atenção aos seus questionamentos. Mostre como é importante para você, seja como pai, mãe ou responsável, fazê-la entender que é preciso lidar com o desapontamento da recusa recebida e repensar novas formas de agir da maneira correta.

Erros comuns a serem evitados

  • Dizer não o tempo todo: a criança deixará de entender o que se espera dela e ficará com a sensação de que não é capaz de fazer o que é certo;
  • Desistir de negar algo para evitar choro: seja coerente e firme na sua decisão quando negar algo. O choro é passageiro, mas a educação do que é errado formará o caráter do seu filho.
  • Confundir educação com permissividade: você pode ser amiga dos seus filhos, mas é importante respeitar a relação de hierarquia entre vocês. Lembre-se: você é a responsável pela criação deles, não pela satisfação de todos os desejos que eles têm.
família comendo junto

Os benefícios do “não”

Apesar dos sentimentos negativos que o “não” pode causar tanto para você, pai, mãe ou responsável, quanto para a criança, há diversos benefícios! Além da compreensão das regras sociais, a criança tem a oportunidade de treinar sua inteligência emocional.

Quando adultos, nos tornamos mais resistentes às frustrações “bobas” do dia a dia porque aprendemos que a nossa vontade não move o mundo ao nosso redor. Viver em sociedade é alinhar as suas vontades e expectativas com a realidade das regras de convívio social.

O benefício de saber dizer “não” também se estende para você! Como responsável pela orientação de um ser humano em formação, o aprendizado em identificar quais ações você deve tomar para contribuir positivamente no futuro do seu filho deve acontecer sem o peso da culpa ou do arrependimento. 

Lições aprendidas sobre como e quando dizer não na educação dos seus filhos, que tal aprender mais sobre comunicação afetiva? Leia nosso post Conversa de Mãe na Brandili — Conheça a comunicação com afeto e entenda como a forma de falar com seus filhos impacta no desenvolvimento deles! 

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados