Coordenação motora infantil: o que é, tipos e importância

Coordenação motora infantil: o que é, tipos e importância!

Os bebês desenvolvem a coordenação motora a todo momento, por meio de exercícios simples como esticar a cabeça para mamar e fazer o movimento das pinças com as mãozinhas para pegar objetos.

Afinal, a coordenação motora representa toda e qualquer forma de usar os nossos músculos de forma eficiente através de comandos enviados pelo cérebro.

No entanto, apesar de ser uma habilidade inata dos seres humanos, ela precisa ser desenvolvida com o auxílio da mamãe, papai e dos educadores para ser bem sucedida. Essa ajuda é tão importante que as atividades de coordenação motora estão previstas na própria Base Nacional Comum Curricular do nosso país.

Com isso em mente, nós, do blog Brandili convidamos você a se aprofundar mais nos pormenores desse assunto e conhecer o que exatamente é a coordenação motora, seus tipos, importância e dicas que vão ajudar o seu pequeno ou pequena a desenvolver todo o seu potencial. Confira!

O que é a coordenação motora?

A coordenação motora é a capacidade de responder a estímulos externos e internos e realizar movimentos articulados a partir deles. Ela envolve a participação de alguns sistemas do nosso corpo: o muscular, o esquelético e o sensorial. É a boa interação entre esses sistemas que promove as ações e reações equilibradas que temos, como andar, correr, segurar, desenhar e etc.

criança aprendendo andar de bicicleta com o pai

Quais são os tipos de coordenação motora?

Como você viu, a coordenação motora está presente em todas as nossas atividades, mas sabia que ela se divide em alguns tipos? Há divergências sobre quantos e quais os nomes que eles recebem – escolhemos os dados atualizados da Secretaria de Educação de São Sebastião para te apresentar os principais tipos de coordenação motora e suas diferenças:

  • Coordenação Motora Grossa

É a coordenação que envolve grandes grupos de músculos, aqueles que são responsáveis por entregar força a atividades como arremessar, chutar, agarrar e rebater. É desenvolvida a partir das atividades físicas, principalmente.

  • Coordenação Motora Geral ou Global

Como o nome sugere, é a coordenação responsável por permitir que as crianças consigam dominar os seus corpos por completo, controlando todos os seus movimentos. Ela é utilizada ao andar, rastejar, pular e afins.

  • Coordenação Motora Específica

Ao contrário da anterior, a coordenação motora específica é responsável por ativar determinadas habilidades do corpo para fazer atividades precisas como chutar a bola no futebol e arremessar ao jogar basquete.

  • Coordenação Motora Fina

O último tipo de coordenação diz respeito às habilidades manuais e específicas que realizamos através de grupos musculares pequenos. Pense no ato da escrita, por exemplo, em que os movimentos precisam ser delicados e ainda mais precisos.

Como eles exigem funções que não necessariamente fazem parte das atividades rotineiras das crianças, veja quais são as atividades direcionadas para a coordenação motora fina para desenvolver esse aspecto nos pequenos também.

Como desenvolver a coordenação motora em cada idade?

Agora que você sabe reconhecer os diferentes tipos de coordenação motora, é bem mais fácil entender quais as atividades adequadas para incentivá-los. Mas há um detalhe: as crianças que realizam atividades com muito mais facilidade o fazem porque tiveram atividades de coordenação motora ofertadas na sua infância inicial, que é quando o aprendizado é melhor retido.

crianças recortando colagens

Logo, para proporcionar uma educação ainda mais direcionada e certeira aos seus filhos, veja como e quais habilidades motoras se apresentam em cada fase dos pequenos:

  • Até 6 meses

Ao entrar em contato com o mundo concreto e ao receber estímulos sensoriais, o bebê passa a levantar os bracinhos para receber colo, virar o pescoço ao escutar um barulho e segurar objetos e os próprios pezinhos com as mãos. Nessa fase, as brincadeiras montessorianas são essenciais para desenvolver a visão, o tato e a audição dos pequenos.

  • De 7 meses a 2 anos

A coordenação motora evolui para a geral e para a motora, então não mais se apresenta só como uma resposta a estímulos internos: a criança já consegue se sentar, engatinhar, ficar em pé, andar e realizar outras atividades que nascem das suas próprias vontades. As massinhas de modelar de farinha são ótimas para ajudá-las a criar formatos intencionais com as mãozinhas.

  • De 3 a 5 anos

Atividades um pouco mais elaboradas como lançar objetos, saltar e comer sozinho passam a ser feitas com mais precisão e confiança pelos pequenos, pois eles estão começando a desenvolver a coordenação motora fina.

Essa é uma fase de muita diversão em família, porque as mamães podem ensinar as brincadeiras antigas de sua época como amarelinha, passa anel e mais.

  • A partir dos 6 anos

A coordenação motora fina já está bem presente no arsenal das crianças e elas começam a se aventurar na escrita, no andar de bicicleta, nas brincadeiras de saltar com um pé só e em se vestir sozinhas. É a partir dessa idade que a leitura pode – e deve – ser incentivada, a fim de criar esse hábito essencial desde cedo.

Qual é a importância da coordenação motora?

Bom, diante de todas as informações, que tal finalizar o post conhecendo um pouco mais dos impactos que as atitudes transpassadas têm? Além de possibilitar a realização de todas as atividades básicas mencionadas (andar, comer, escrever), o desenvolvimento da coordenação motora tem um impacto indireto em todas as demais atuações do cérebro.

Os reflexos, a agilidade de pensamento, a retenção de memórias, o raciocínio lógico e a coordenação visomotora são alguns exemplos de funções neurológicas que podem ser beneficiadas com a conquista de uma boa coordenação motora logo na infância.

Por isso, esperamos que este post tenha te ajudado a entender melhor como garantir todo o potencial do seu filhote.

Se quiser aprender mais teorias e formas de desenvolver as habilidades e os conhecimentos das crianças, que tal fazer a leitura da nossa publicação sobre atividades de alfabetização também? Até o próximo post!

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!