Início » Gravidez » Tabela chinesa é verdadeira? Entenda como ela funciona

Tabela chinesa é verdadeira? Entenda como ela funciona

Mamães grávidas, quem não tem curiosidade de descobrir o sexo do bebê? Antes mesmo do chá revelação, nós já palpitamos diversas vezes em frente ao espelho, não é mesmo?

Nós temos um novo método para você testar: a tabela chinesa! Logo de cara, já te informamos que ele não tem comprovação científica, mas é bem divertido e vale a brincadeira.

Venha embarcar nessa brincadeira!

O que é a tabela chinesa?

É uma técnica criada pela astrologia chinesa que, de acordo com algumas crenças, pode indicar o sexo do bebê. Ela requer apenas dois dados: a idade lunar que a mãe tinha na concepção do bebê e o respectivo mês do acontecimento.

Essas informações são aplicadas em uma tabela e, a partir do local em que se encontram, o método diz se a mamãe está grávida de um menino ou uma menina.

A tabela chinesa não tem comprovação científica! Contudo, várias pessoas ainda gostam de usar essa técnica milenar antes do teste de sexagem oficial.

Como calcular o sexo do bebê na tabela chinesa?

É bem simples: você precisa achar o ponto de encontro entre a idade chinesa da mãe e o mês de concepção. Basta olhar a linha com a idade e a coluna com o mês – o encontro dos dois mostra se é menino ou menina.

Ah, mas tem um detalhe: é preciso seguir o calendário lunar para determinar a idade chinesa da mãe. No Brasil, nós usamos o calendário gregoriano, que é diferente e não funciona para isso.

Para exemplificar, pense que, na China, o bebê nasce com 1 ano e completa o 2° no dia do Ano Novo Chinês (com exceção dos bebês que nascem em janeiro e fevereiro).

Entenda como calcular os dados para inserir na tabela chinesa:

  • Idade chinesa da mãe: utilize a idade que ficou grávida, acrescentando 1 ano à sua idade real, caso não tenha nascido em janeiro ou fevereiro. Se você nasceu nos dois primeiros meses do ano, a sua idade lunar e real são iguais;
  • Mês da concepção: é o mês em que você ficou grávida. Para algumas mulheres é difícil determinar o mês da concepção, pois sabemos que a fecundação não acontece no mesmo dia da relação. O espermatozoide sobrevive entre 5 e 6 dias no sistema reprodutor feminino, então mulheres que tiveram relações após o dia 27 não conseguem dizer precisamente qual é o mês da concepção.

tabela chinesa para descobrir o sexo do bebê

Para te ajudar, veja também o conteúdo que preparamos sobre como saber se está grávida.

Qual a porcentagem de acerto do método?

A mesma que jogar cara ou coroa: 50%. Cientificamente, os estudos comprovam que a tabela não é confiável para determinar o sexo do bebê.

Afinal, as chances sempre são 50% quando temos duas possibilidades. Ou seja, a tabela envolve muitos dados, mas é uma adivinhação. Você pode conferir os estudos clicando aqui!

Por que a tabela chinesa não é confiável?

Porque considera dois pontos que não influenciam no sexo do bebê: a idade lunar da mãe e o mês da concepção.

Isso não invalida o fato de que tabela chinesa era um recurso válido na sua época! Apenas indica que, atualmente, temos conhecimentos e mecanismos que garantem uma eficácia muito maior no teste de sexagem.

Além disso, com os estudos médicos atuais, sabemos que existem muitos problemas técnicos envolvendo a tabela. Tanto que os cientistas já levantaram mais apontamentos que nos fazem questionar a metodologia, entre eles:

  1. É muito supersticioso determinar que todas as mulheres com 25 anos que foram fecundadas em maio terão bebês do sexo feminino;
  2. Durante a criação do método, os cientistas ainda não sabiam da existência dos cromossomos sexuais X e Y. Nettie Stevens descobriu em 1905 e divulgou para a comunidade médica;
  3. A tabela não considera a possibilidade da gravidez de gêmeos. Quando ela foi criada, não tinha como identificar que eram dois bebês, muito menos o sexo de cada um deles;
  4. Se funcionasse de verdade, todos os imperadores da época teriam calculariam para nascerem apenas filhos homens.

Qual a origem da tabela chinesa?

Todas as versões envolvem a dinastia Qing, a última família real chinesa. Eles foram responsáveis por constituir o primeiro império chinês e conquistar o território em que a China está hoje.

Veja, a seguir, as versões da origem da tabela chinesa:

1. A primeira versão tem origem em 1600 com a dinastia Qing (1644-1912). A família perdeu a guerra em 1900 com a Aliança das Oito Nações. Depois do ocorrido, a tabela foi encontrada nos destroços e enviada como tesouro à monarquia britânica.

De alguma forma, em 1972, ela surgiu na Áustria. Lá, foi vista com um chinês historiador que foi para Taiwan e divulgou na imprensa. Desde então, a tabela está presente em hospitais chineses e na casa das mamães ansiosas;

2. Uma segunda versão diz que a tabela estava com a dinastia Qing na Cidade Proibida. Ela ficava guardada em uma sala subterrânea e foi elaborada com base no Pa Kua (8 estágios do desenvolvimento humano) e na teoria do Yin Yang (água, fogo, terra, madeira e metal);

3. Na terceira versão, a tabela teria 700 anos de criação e foi encontrada no túmulo da dinastia Qing. Neste caso, a família real a utilizava, mas não foi quem a desenvolveu.

Independente da versão da história, a forma de calcular o sexo do bebê é a mesma.

Como identificar o sexo do bebê?

Através da sexagem fetal depois da 8° semana ou da ultrassonografia após a 14° semana. Esta, tem 99% de chance de acerto.

A genitália começa a se desenvolver durante a 11° e 16° semana. Por isso as chances de descobrir se é menino ou menina são altas nesse período.

O bebê só precisa estar em uma posição favorável à identificação.

A tabela chinesa foi criada há centenas de anos, em uma época em que não existiam hemograma, exames ginecológicos, ultrassom ou quaisquer análises científicas de identificação do sexo do bebê.

Como ela funcionou algumas vezes (afinal, há 50% de chance de acerto), a tabela tornou-se muito popular. Atualmente, as mamães utilizam de forma lúdica, apenas por curiosidade.

mamãe grávida segura um papel com um ponto de interrogação em frente à barriga

Gostou de aprender sobre a tabela chinesa? Faça o teste apenas para experimentar e nos conte se deu certo nos comentários abaixo!

Veja também: O método Ramzi descobre o sexo do bebê no primeiro exame?

3.7/5 - (Total de avaliações: 18)
Compartilhe:
Carla Bucci

Autor: Carla Bucci

Graduada em Jornalismo pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), reside na cidade de Blumenau. É apaixonada por moda e pelo desenvolvimento de textos criativos. Para achar as melhores pautas do universo infantil, está sempre ligada nas redes sociais.

Deixe um comentário