Início » Gravidez » Terceira gestação: o que muda? Sintomas e diferenças

Terceira gestação: o que muda? Sintomas e diferenças

Terceiro bebê a caminho?! Será que a gestação será diferente?! Novos sintomas? Sensações diferentes?

Para ajudá-las, nós, do blog da Brandili, explicaremos um pouquinho mais sobre a terceira gestação e como ela é um período repleto de alegria para toda a família.

Acompanhe!

Quais são os sintomas da terceira gravidez?

A gestação é uma caixinha de surpresas (muitas positivas e outras nem tanto). Nesse período, as mamães podem apresentar sintomas como sangramentos, fadiga, náuseas, dor de cabeça, cólicas, inchaços, alterações de humor etc.

Às vezes, todos juntos! É isso que explica o Instituto Nacional de Saúde da Criança e Desenvolvimento dos Estados Unidos.

Na terceira gravidez, esses sintomas podem voltar à tona. Na verdade, várias mamães dizem que eles acontecem de forma ainda mais intensa, mas isso não é uma regra.

Caso queira se preparar, esses são alguns relatos comuns de acordo com Carla Marques, do blog Vinil e Purpurina:

  • “Os enjoos são fortíssimos! Felizmente, passaram e não cheguei a vomitar. Eram bem desagradáveis, mas bastava me deitar, ficar sossegada e respirar fundo até que passassem”.
  • “Senti-me mais inchada e pesada do que nas gestações anteriores”.
  • “A barriga ficou ‘espetada’, como um barril”.
  • “Senti o cansaço antes e mais intensamente”.
  • “Tive menos preocupações e ansiedades!”.

No entanto, não leve essas situações como regra! De acordo com uma matéria publicada pelo site BabyCenter, há grávidas que não sentem nada durante toda a gestação.

Ou seja, não tem como determinar se a segunda, terceira ou qualquer outra gestação terá os mesmos sintomas que a(s) anterior(es)!

Quais são as diferenças da terceira gestação?

Apesar dos sintomas serem uma incógnita, as diferenças de uma gestação para a outra podem ser visíveis, como explica a plataforma Very Well Family, site composto por uma equipe de médicos certificados e especialistas renomados em saúde.

Isso porque a matéria informa que a barriga se torna mais evidente nas gestações seguintes.

O motivo está relacionado aos músculos e ligamentos do útero, pois eles já passaram pelo processo de expansão. Sem contar que a sua percepção será melhor, uma vez que a gravidez já foi experienciada.

Então, você terá a oportunidade de reconhecer os movimentos do seu bebê cerca de um mês antes do previsto!

Porém, é necessário atentar-se a alguns detalhes de saúde – especialmente se você desenvolveu diabetes mellitus gestacional (DMG) na sua primeira gestação.

Como explica um estudo publicado na Revista Americana de Obstetrícia e Ginecologia, os riscos de desenvolver DMG na segunda gravidez aumentam.

O resultado do trabalho mostrou que a chance de desenvolver DMG em gestação conseguintes aumenta 41,3% em mulheres que foram previamente diagnosticadas.

Já para as mulheres que não tiveram DMG em gestações anteriores, a chance aumenta em 4,2%.

Como você já foi gestante, certamente conhece a importância dos exames de pré-natal, não é mesmo?! A avaliação é essencial para garantir que você e o seu bebê estejam saudáveis.

Converse com o seu médico sobre condições anteriores e esclareça essas questões!

Veja também – Gravidez aos 40 anos: entenda como é, os riscos e cuidados

Dicas para lidar com uma terceira gestação

Antes de finalizar este post, que tal conferir alguns conselhos para ter uma terceira gestação mais tranquila? Acompanhe!

1. Economize energia

A primeira gravidez é repleta de preocupações, não é mesmo? Tudo o que você faz é pensando no pequeno que está por vir. Então, na terceira ou até na segunda gravidez, procure economizar a sua energia física e mental.

Provavelmente, como você já tem filhos, é normal ter emoções menos fortes em comparação às gravidezes anteriores.

Isso significa que você estará mais preparada e saberá bem todas as dores e alegrias que estão por vir.

2. Alimente-se com qualidade

Sabemos que filhos pequenos podem dar trabalho – ainda mais em dupla. Porém, você não pode deixar de se cuidar. Busque alimentar-se com qualidade e regularmente.

O Portal da Secretaria de Atenção Primária à Saúde alerta: as gestantes com níveis normais de hemoglobina precisam de 30 miligramas de ferro todos os dias!

Portanto, diariamente, tire um tempinho para fazer refeições repletas de cereais integrais, carne bovina, frango, espinafre, feijão etc.

Mulher grávida comendo melancia

3. Realize o pré-natal

De acordo com o Ministério da Saúde, o acompanhamento ajuda a prevenir e identificar problemas de saúde, tanto na mãe quanto no bebê, de forma precoce.

Ou seja, com o pré-natal em dia, o bebê tem mais chances de se desenvolver em segurança e sem colocar a mãe em riscos, evitando quadros de pré-eclâmpsia, condição caracterizada pelo aumento da pressão arterial, responsável por causar danos aos rins e ao cérebro.

4. Planeje suas economias

O bebê precisa de todo o suporte necessário para se desenvolver da melhor maneira possível. Com isso em mente, tente adaptar os gastos financeiros para que nada falte para o mais novo membro da família.

Um ponto positivo da terceira gravidez é que você terá mais experiência com as fraldas – tanto para trocá-las quanto para calcular a quantidade necessária.

Veja também – Qual é a idade ideal para ter filhos? Desvenda o tópico

5. Prepare seus filhos

A chegada de um novo irmão pode ser um momento estranho na cabeça dos pequenos – especialmente para o mano (ou a mana) do meio, que ainda não passou pelo processo de ver a mãe grávida.

Pais segurando ultrassom

Portanto, prepare-os. Com o apoio deles, a gestação ficará muito mais prazerosa. Para isso, uma ótima dica é fazer com que eles participem ativamente, então você pode:

  • Levá-los às consultas de pré-natal;
  • Perguntar a opinião deles sobre o possível nome ou o sexo do novo bebê;
  • Deixá-los sentir a barriga.

Use a sua criatividade para criar um ambiente de muito amor e expectativa para o novo bebê!

E aí, mamãe, preparada para viver pela terceira vez essa experiência maravilhosa? Se você precisar de algumas ideias para anunciar a gravidez, dê uma olhadinha no nosso outro post!

4.5/5 - (Total de avaliações: 2)
Compartilhe:
Carla Bucci

Autor: Carla Bucci

Graduada em Jornalismo pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), reside na cidade de Blumenau. É apaixonada por moda e pelo desenvolvimento de textos criativos. Para achar as melhores pautas do universo infantil, está sempre ligada nas redes sociais.

Deixe um comentário