Conheça os sintomas da insolação infantil e aprenda a tratá-los

Mamães, vocês sabem reconhecer os sintomas da insolação infantil? Ter conhecimento sobre esse tema é um trunfo importante na maternidade, pois as crianças são as que mais sofrem com a insolação!

Normalmente, a preocupação aumenta durante as férias, quando as crianças curtem dias de diversão no mar ou na piscina e os pais se dedicam à proteção solar. No entanto, esse cuidado precisa durar o ano todo, já que as crianças normalmente se expõem ao sol nos parquinhos, na escola e no quintal de casa também.

Por isso, a Brandili reuniu em um único post as principais orientações que a Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda quando tratamos sobre problemas causados pela exposição solar excessiva em crianças.

Preparada para aprender tudo sobre os sintomas da insolação, como tratá-los e quais os cuidados que você deve tomar para que seu pequeno não tenha esse tipo de experiência? Então, vamos lá!

Conheça as causas e os sintomas da insolação infantil

A insolação infantil é causada quando há uma intensa exposição ao calor e à luz do sol. Nessas situações, a temperatura do corpo é elevada e a transpiração falha, ocasionando o mau funcionamento dos mecanismos de resfriamento do corpo humano para reduzir a temperatura do organismo e retornar ao nível normal.

No caso dos bebês, o assunto é mais delicado ainda, pois eles têm o sistema de regulagem de temperatura deles pouco desenvolvido, além de possuírem uma pele mais fina que requer cuidados especiais. Devido a esses fatores, os nenéns são mais suscetíveis a insolação por apresentarem maior dificuldade para controlar a temperatura corporal conforme a variação do clima do ambiente.

Ao afirmarmos que o quadro de insolação merece especial atenção das mamães e dos papais, consideramos principalmente o fato do rápido aumento da temperatura corporal da criança levar à perda acelerada de água, sais e nutrientes fundamentais para o equilíbrio do corpo delas.

O problema, inclusive, pode acontecer em crianças que não estejam diretamente sob o sol, mas sobre fontes de calor excessivo. As crianças que passarem muito tempo brincando em local fechado e abafado, por exemplo, podem sentir os mesmos sintomas e sofrer de insolação leve.

De modo geral, bebês e crianças demonstram os mesmos sintomas de insolação que os adultos. Porém, os pequenos também podem apresentar lábios rachados, sono, choro sem lágrimas e falta de vontade de brincar. Veja a lista completa de possíveis sintomas que crianças com insolação podem indicar:

  • Dores de cabeça;
  • Febre com mais de 39ºC;
  • Sinais de cansaço e esgotamento;
  • Ressecamento e vermelhidão na pele;
  • Desidratação;
  • Diarreia;
  • Respiração e batimentos cardíacos acelerados;
  • Confusão ou desorientação;
  • Enjoos, tontura e até desmaios.

Fique atenta a quantidade de sintomas que o pequeno ou a pequena apresenta e a evolução deles conforme o tempo passa, pois a insolação infantil grave pode gerar danos ao cérebro, coração, rins, músculos e chegar à mortalidade. Contudo, não há necessidade para desespero! O essencial é agir rápido para reduzir a temperatura corporal e aliviar os danos da insolação.

Em casos graves, quando a criança apresentar desorientação e desmaios, procure imediatamente o atendimento de emergência hospitalar. Se ocorrer episódios de vômitos, deite a criança virada para o lado esquerdo para evitar engasgamento enquanto vocês aguardam a avaliação do pediatra.

Após o diagnóstico, o médico saberá o nível de insolação da criança e poderá pedir exames como hemograma, exame de urina e teste de função muscular para verificar como a insolação está afetando o funcionamento do organismo infantil. Por isso, não tenha receio de procurar ajuda médica caso necessário!

Veja o que fazer em caso de insolação infantil

Reconhecendo os sintomas de insolação nas crianças, os pais devem tomar ações que visam reduzir a temperatura corporal e devolver a hidratação para os pequenos. É essencial tirá-las da exposição ao sol e trazê-las para um ambiente à sombra e bem ventilado. Depois disso, você pode:

  • Dar um banho fresco e orientar que a criança descanse, preferencialmente deitada em lugar bastante arejado e com a cabeça elevada;
  • Vesti-la confortavelmente com roupas leves e fresquinhas;
  • Fazer sua hidratação, oferecendo água, sucos naturais e água de coco gelados;
  • Resfriar seu corpo borrifando água e/ou aplicando panos molhados em água fria ou soro fisiológico sobre sua pele.

Atenção: Somente ofereça líquidos para a criança beber se ela estiver atenta e consciente! Forçar as crianças que perderam a consciência ou que estão desorientadas a ingerirem líquidos pode causar o engasgamento, o que gerará problemas ainda mais sérios.

Saiba quantos dias demoram para curar a insolação infantil

Para alívio dos pequenos e também para o coração de mãe, os sintomas iniciais como cansaço e esgotamento da criança, dores de cabeça, febre e vômitos devem passar em um dia quando se age rapidamente para tratar. Entre os sinais de insolação infantil que podem perdurar por mais tempo estão as queimaduras e a vermelhidão na pele, que normalmente são curadas entre 2 e 4 dias.

Mesmo tratando a criança em casa, é recomendável levá-la para ser consultada por um médico pediatra após um episódio de insolação infantil. Assim, é possível verificar se esse episódio foi completamente tratado com a ajuda de um profissional da saúde e deixar esse momento de tensão para trás!

Hábitos que te ajudam a prevenir a insolação infantil

É importante lembrar que somente o bloqueador solar não é o bastante para prevenir a insolação infantil! Mesmo usando produtos que bloqueiam a luz do sol, as crianças estão sensíveis à insolação se ficarem expostas ao sol por muito tempo.

O protetor deve sim ser usado, seja nos dias de praia e de piscina ou durante a rotina em “dias normais”, brincando no parque, no jardim de casa ou na escola. Além disso, cuidados que os pais podem – e devem! – tomar para evitar a insolação infantil são:

1) Restringir a exposição direta ao sol aos horários indicados

Evite que seus filhos se exponham ao sol em horários de maior intensidade, período que se inicia às 10h da manhã e termina às 16h da tarde. Nesse meio tempo, garanta a proteção dos pequenos vestindo-os com bonés e chapéus. Dê preferência por roupas leves, de cores claras e que não sejam justas no corpo da criança.

2) Evitar atividades físicas intensas em dias de alta temperatura

Sabemos que é difícil controlar a energia das crianças, que amam correr, brincar e se exercitar até cansarem. Porém, em dias de muito calor, é importante que você proponha atividades físicas leves e que não sejam realizadas por muito tempo embaixo do sol. Deixe para permitir a brincadeira de pique-bandeira e partidas de futebol em dias mais frescos.

3) Reforçar a hidratação na dieta alimentar da criança

Oferecer água, sucos e outras bebidas durante o dia é uma excelente tática para manter seus pequenos hidratados, mesmo que a criança não demonstre sede. Nas situações em que eles forem se exercitar, fique atenta para estimular a ingestão de líquidos duas horas antes da atividade, durante e depois.

A dieta balanceada com alimentos leves, como frutas e verduras, também auxiliam no bom funcionamento do corpo infantil.

Caso você tenha dificuldades em incentivar seus filhos a seguirem uma dieta equilibrada, aprenda com o conteúdo completo do nosso post “Alimentação infantil saudável: veja como fazer as crianças comerem bem“!

4) Reaplicar o protetor solar várias vezes ao dia

A dica que deixa os dermatologistas felizes! Aplique o protetor solar de FPS 30 ou superior na criança com 15 minutos de antecedência à exposição ao sol e mantenha a reaplicação de 2 em 2 horas, a cada vez que os pequenos saírem molhados da água e sempre que suarem muito.

Aproveite e faça dessa atividade um hábito comum dentro da sua própria rotina de cuidados, afinal mamães também precisam se proteger!

E pronto! Agora você já sabe quais são os sintomas da insolação infantil, sabe como tratá-los e como manter uma rotina de cuidados que previnem esse problema. Assim, sua família pode curtir sem preocupações os momentos de diversão que os dias de sol proporcionam aos pequenos e adultos!

E caso o sol não dê as caras e os pequenos se sintam presos dentro de casa por causa da chuva, temos a solução perfeita! Você pode conferir nosso post com receitas super fáceis para fazer com as crianças e se divertir com elas sem se expôr ao sol!

Até mais!

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados