Início » Maternidade » O que comprar para o bebê? 3 peças de roupas indispensáveis!

O que comprar para o bebê? 3 peças de roupas indispensáveis!

Uma das principais dúvidas das mamães e papais, principalmente os de primeira viagem, é em relação às roupinhas do neném que está para chegar. São várias as opções de peças disponíveis e a vontade de levar tudo é grande. Mas afinal, quais são as peças indispensáveis e o que comprar para o bebê?

É normal ter essa dúvida e também aquele medo de estar comprando peças demais ou de menos. Ainda mais porque os bebês, e as crianças também, costumam crescer na velocidade da luz e as chances de vestir poucas vezes ou nem usar uma peça são grandes.

Ao longo deste post vamos te dar algumas dicas que vão ajudar a comprar a quantidade ideal de peças e também te mostrar quais são os modelos mais usados pelos bebês.

A estação do ano influência nas roupinhas

Logo que se descobre uma gravidez é normal que as mamães se encantem pelas roupinhas de bebês das lojas e saiam querendo comprar tudo o que veem pela frente. E quanto mais fofas e cheias de detalhes e babadinhos, maior a vontade de levar. No entanto, antes de encher o carrinhos de compras, é indispensável levar um critério em consideração, a estação.

Isso mesmo! O clima em que o bebê irá nascer influencia totalmente na escolha das roupinhas. Saber se o seu pequeno chegará ao mundo no verão ou no inverno vai influenciar não só na quantidade de alguns modelos de peças, como também nos tecidos.

Algumas regiões do país, como o norte e o nordeste, não costumam ter as quatro estações definidas e acabam fazendo calor praticamente o ano inteiro, então o enxoval deve priorizar peças mais fresquinhas e leves. Já a região sul, que além de ter todas as estações também costuma ter um clima um pouco mais frio, o ideal é investir em peças mais agasalhadas.

Mas lembre-se, independente de fazer calor ou frio quando o bebê nascer, é indispensável ter peças de manga curta e manga comprida. O que muda é a quantidade de peças que serão necessárias.

Para que você possa tirar todas as suas dúvidas em relação ao clima e também aprender como identificar se o neném está com calor ou com frio, temos um conteúdo bem completo aqui no blog com algumas dicas para vestir o bebê de acordo com cada estação.

Quais peças não podem faltar no guarda roupa do bebê

Agora que você já sabe que a estação do ano e também o clima da região do país em que você moram influenciam no momento de comprar as roupinhas que não podem faltar no enxoval do seu bebê, vamos ao que interessa!

Atualmente a variedade de modelos de roupinhas para bebês é enorme e como elas são lindas, a vontade de comprar todas é grande. Mas para que você não corra o risco de comprar peças que não serão usadas e acabe gastando mais do que precisa, preparamos uma lista com as principais peças para ter no guarda roupa do neném.

Mas se você ainda não tiver montado o enxoval e não sabe por onde começar ou o que precisa ou não comprar, é só dar uma lida na nossa lista completa de enxoval de bebê

Agora vamos ao ponto principal! 

Body

Depois das fraldas descartáveis, podemos dizer que o body é a peça que os bebês mais usam. Sendo menino ou menina, o body é indispensável no armário dos pequenos. Eles são uma peça fácil de vestir e também de trocar o bebê, além de possibilitar diferentes combinações.

Os bodies podem ser usados sozinhos, por cima da fralda, naqueles dias mais quentes ou combinados com uma calça culote. Já quando a temperatura baixa, eles ficam ótimos para serem usados por baixo de macacões de manga comprida.

O ideal é ter pelo menos 6 bodies de manga curta e 6 de manga comprida para cada numeração. Mas se o bebê nascer em uma época mais fria, diminua a quantidade de manga curta e aumente a de manga longa. O inverso deve ser feito em climas mais quentes. Já para as regiões que costumam fazer calor o ano inteiro, os bodies de regata também podem ser uma opção para manter o bebê agasalhado e aliviar o suor.

Para as meninas, também existem opções de bodies com saias e com vestidinhos, que também são ótimos para o calor. Mas como nos primeiros meses de vida o bebê passa a maior parte do tempo dormindo, esses modelos são mais indicados para ida ao pediatra ou um passeio na casa da vovó, então não exagere nas quantidades.

Calça culote

As calças culote, ou como também são popularmente chamadas, calça mijão, fazem parte das peças que não podem faltar para compor o armário do bebê, não importando se o neném é menina ou menino.

É possível encontrar opções de calças com pé e sem pé, mas como os bebês crescem rápido, as calças sem pé acabam sendo usadas por mais tempo. Para o verão ou meia estação, elas podem ser usadas junto com os bodies, mas caso esteja muito frio, elas podem ser usadas por baixo do macacão. 

Para que o neném não sinta frios nos pezinhos, combine as calças com pares de meias. A quantidade de calças é a mesma dos bodies, pelo menos 6 de cada tamanho.

Macacão

Outra peça que também será bastante usada por conta da praticidade ao vestir e trocar as fraldas é o macacão. E assim como o body, você deve optar por modelos de manga curta e manga comprida.

Os de manga comprida e tecidos mais grossos como o plush e o soft são ótimos para o inverno, já os de algodão, tanto de manga curta quanto de manga comprida, podem ser usados o ano inteiro.

A quantidade de macacões também é a mesma das demais peças, pelo menos 6 de cada modelo e tamanho.

Peça extra: Casaquinho

O casaquinho também é outra peça que não pode faltar no armário dos bebês. Tenha pelo menos um casaquinho para aqueles dias mais friozinhos. Então se a temperatura baixar um pouco, é só colocar a peça por cima da roupinha do neném e ele estará quentinho na medida certa.

Diferente das demais peças, um casaquinho é suficiente e não precisa investir em vários.

Caso você tenha alguma dúvida em relação ao tamanho das roupinhas, temos um post aqui no blog com várias dicas que vão te ajudar a escolher a numeração ideal

O que evitar

Algumas peças podem ser evitadas, seja pela falta de praticidade ao vestir ou por apresentarem algum desconforto aos pequenos. As camisetas, por exemplo, podem ser evitadas nos primeiros meses, já que no momento de amamentar ou tirar e colocar o neném no berço elas podem acabar subindo.

Macacões e bodies com capuz também devem ser evitados para uso diário, já que o acessório pode acabar oferecendo algum desconforto enquanto o pequeno está deitado no berço. Peças assim são mais indicadas para saídas rápidas.

Outra dica é evitar peças com botões nas costas, laços ou outros tipos de fecho para que não machuquem ou incomodem os nenéns. Prefira sempre as roupinhas com fechamento de botão de pressão na lateral do pescoço, nas pernas ou na frente.

Apesar de lindos, os sapatinhos de bebê acabam não sendo muito usados já que podem oferecer algum desconforto. A melhor maneira de cobrir e proteger os pés dos pequenos é com meias. Deixe para investir nos sapatinhos apenas quando eles começarem a andar.

Com essas dicas, será muito mais simples comprar a quantidade ideal de roupinhas para o seu bebê. Assim é possível usar as peças por bastante tempo e sem correr o risco de que algo seja perdido sem ao menos ter sido usado.

Gostou das dicas? Aproveite também para ler o nosso passo a passo de como lavar a roupinha do bebê. Até o próximo post!

Avalie este post
Compartilhe:
Equipe Brandili

Autor: Jefferson Back

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Deixe um comentário