Literacia familiar: o que é e como criar o hábito da leitura?

Muito antes de iniciar a vida escolar, desde os primeiros meses de vida, as crianças já podem ser estimuladas pelos pais a ter um contato com a leitura e a escrita e isso se chama literacia familiar.

Talvez este termo ainda seja algo novo para você, mas saiba que ele é muito importante e contribui bastante para o desenvolvimento das crianças não só no âmbito da alfabetização, como também no âmbito intelectual e pessoal. São pequenos hábitos e práticas que podem fazer toda a diferença. 

menina lendo sobre a grama

O que é literacia familiar?

O termo “literacia familiar” vem do inglês “literacy at home”. Em tradução literal a expressão seria algo como estudar ou aprender em casa, mas não quer dizer que os pais vão substituir os professores e ensinar as crianças em casa.

Muito pelo contrário, a literacia familiar são conversas, contação de histórias, estímulos à leitura e a escrita e brincadeiras que ajudam as crianças a ter um desenvolvimento cognitivo muito mais amplo. Além disso, a prática também é uma forma de estreitar os laços afetivos entre pais e filhos.

O simples ato de conversar e ler em voz alta para os filhos já é uma forma de literacia familiar. E inclusive, a prática pode começar muito antes do nascimento, ainda no período em que o bebê está na barriga.

Esses pequenos hábitos para os pais são tão importantes para as crianças que ajudam a ampliar o seu vocabulário, a ter um maior interesse pelos livros e pela leitura e a desenvolver a escrita! 

menina lendo livro no sofá

Literacia familiar no Brasil

No Brasil, a PNA (Política Nacional de Alfabetização) em conjunto com o MEC (Ministério da Educação) são os grandes responsáveis pela prática da literacia familiar por meio do Programa Conta pra mim. O principal objetivo do programa é fazer com que a família execute com a criança atividades que possam estimular o seu desenvolvimento e aprendizado. 

O programa desenvolve ações por meio de materiais impressos e em vídeo para guiar os pais nesse processo. São ações simples e que podem ser colocadas em prática em todas as classe sociais.

De acordo com o MEC, não é preciso investir em materiais e estruturas caras e nem ter muito estudo ou formação específica para que a literacia familiar possa ser executada no dia a dia da casa.

Como praticar a literacia familiar em casa

O programa desenvolvido pelo MEC e pelo PNA conta com seis pilares, que podem facilmente ser colocados em prática. Conheça cada um deles e saiba como colocá-los em prática na rotina da família:

Espelho e motivação

Durante os primeiros anos de vida de uma criança os pais e irmãos são uma espécie de espelho, então elas reproduzem tudo aquilo o que escutam e aprendem com eles, sejam coisas boas ou ruins. Por isso é muito importante estar atento a essa fase.

Cabe aos pais ensinar e também motivar os pequenos para que elas também possam desenvolver a confiança. As crianças podem ser parabenizadas pelos seus acertos, mas em caso de erros, os pais devem explicar porque aquilo é errado e não apenas repreender. Dessa maneira elas conseguem ter um entendimento muito maior. 

Contação de histórias 

Ler em voz alta ou até mesmo criar e inventar novas histórias é ótimo para que as crianças desenvolvam a imaginação e também outras habilidades como a compreensão e a oralidade. Esse momento é cheio de ludicidade e pode ser feito antes de a criança dormir.

criança lendo livro sobre raposas

Escrita

O primeiro contato com a escrita pode começar ainda na primeira infância. Antes de aprender a escrever de fato, os pequenos precisam estar familiarizados com as letras e com o alfabeto. 

Uma ótima maneira de começar esses estímulos é no dia a dia, mostrando embalagens e rótulos de produtos e alimentos que ela consome, assim ela começa aos poucos a identificar cada letra.

A escrita também pode ser estimulada ainda nos primeiros meses por meio de desenhos. Papel e giz de cera são uma ótima maneira de fazer com que a criança comece a treinar a coordenação motora fina segurando o lápis e fazendo garranchos. Com o passar do tempo os desenhos começam a tornar-se letras, depois palavras e por aí vai.

Se quiser saber um pouco mais sobre atividades que podem ajudar no desenvolvimento da coordenação motora fina infantil, já falamos sobre isso aqui no blog passe por lá e confira!

Atividades

Brincar com os pequenos vai muito além de um momento de distração e descontração. Nesses momentos elas conseguem aprender uma infinidade de coisas, como palavras, números e ainda aguçar a criatividade.

Brincadeiras de cantigas de roda, boliche, instrumentos musicais, amarelinha são só algumas das atividades que podem ser feitas com as crianças e que terão um impacto grande no seu desenvolvimento.

Se quiser saber um pouco mais sobre a sua importância, temos um conteúdo aqui no blog sobre o assunto, com dicas de 5 brincadeiras antigas. Leia o conteúdo e confira brincadeiras para toda a família!

Leituras e diálogos

Além da leitura em voz alta, conversar com os pequenos durante esse momento é uma excelente maneira de interação e também de fazer com que eles tenham um entendimento maior sobre a historinha.

Esse momento de interação pode tornar-se um bate-papo e até mesmo uma brincadeira de perguntas e respostas para que a criança não seja apenas ouvinte, mas sim participante dentro do contexto.

pai lendo ao filho bebê

Conversa e interação verbal

A interação verbal é muito importante para o desenvolvimento dos pequenos. No momento do banho ou durante as refeições, qualquer momento pode ser uma boa oportunidade de conversar sobre diferentes assuntos.

Mesmo que sejam crianças, é muito importante que os adultos conversem com elas normalmente, como conversaria com qualquer pessoa, sem forçar voz de bebê ou pronunciando palavras de maneira errada. Lembra que falamos que os pais são um espelho? Se elas escutam uma palavra incorreta, vão aprendê-la e reproduzi-la incorretamente também.

Outras maneiras de praticar a literacia familia

Além dos seis pilares que fazem parte do Programa Conta pra Mim, a literacia familiar também pode ser praticada em casa em atividades rotineiras do dia a dia, que inclusive podem contribuir positivamente para a criação do senso de responsabilidade infantil:

Culinária

A cozinha pode ser um ótimo aliado. Chamar as crianças para ajudar a preparar o lanche é uma ótima maneira de fazer com que elas possam aprender a identificar ingredientes, contar e também diferenciar tamanhos e medidas.

Não sabe o que preparar com a ajuda dos pequenos? Temos um post aqui no blog com dicas de receitas fáceis e que podem ser preparadas com a ajuda das crianças.

Supermercado

O supermercado também pode ser um prato cheio. A literacia familiar pode ser colocada em prática desde o momento de montar a lista de compras, de fazer as compras no supermercado e também de guardá-las em casa.

Identificar produtos, conhecer as letras, cores, formas e também os números são só algumas das coisas que podem ser trabalhadas com os pequenos em um simples ida ao supermercado.

Trajeto

No carro, no ônibus ou no metrô, as crianças podem participar. Interagir com elas nesse momento de deslocamento é uma ótima forma de fazer com que elas aprendam a identificar o caminho e placas. Essa pode ser uma brincadeira divertida para fazer durante o percurso até a escola ou a casa dos avós, por exemplo.

Viu só como pequenos hábitos podem ter uma grande contribuição para o desenvolvimento e alfabetização infantil? A literacia familiar, além de fornecer desenvolvimento às crianças, proporciona momentos de relacionamento entre os pais e os filhos. Vale muito a pena investir nessa prática!

E então, gostou de conhecer um pouco mais sobre a literacia familiar? Conte-nos para gente nos comentários como foi a sua experiência em casa, queremos saber!

Fonte (imagens): Unsplash / Pexels

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados