Aprenda como usar sling de maneira prática e fácil!

Se existe uma coisa que as mamães e pais modernos buscam atualmente é a praticidade. Então, se você procura por isso, saiba que os slings são a melhor maneira de carregar os bebês de forma confortável permitindo com que a pessoa permaneça com os braços livres para realizar outras tarefas. 

Mesmo com essa facilidade, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como usar o sling ou até mesmo ficam receosas de machucar ou deixar o bebê cair.

Apesar de parecerem novidade, os slings já são usados a muito tempo pelos povos africanos e indianos. De qualquer forma, até bem pouco tempo, algumas pessoas achavam estranho andar com o neném “amarrado” ao corpo. De um tempo pra cá, essa prática ganhou cada vez mais adeptos e vem crescendo bastante.

Justamente pelo crescimento do uso, é cada vez mais comum que algumas listas de enxoval de bebê contem com o sling como um dos itens indispensáveis. 

Para as mamães e papais de primeira viagem, à primeira vista, o uso do sling pode parecer complicado, mas fique sabendo que com um pouquinho de treino é possível usá-lo de forma simples e ainda garantir conforto e outras vantagens para o bebê. 

mãe e bebe no sling

O que o sling e como ele funciona?

O sling é um tecido comprido, de pelo menos 2 m de largura, usado em volta do corpo para segurar e transportar o neném, permitindo que os braços fiquem livres e que todo o corpo detenha uma maior mobilidade. 

Além de permitir a mobilidade de quem carrega o neném, ele é uma ótima maneira de reduzir o impacto causado na coluna, já que segurar o neném nos braços durante um longo período de tempo pode ser dolorido e desconfortável.

Ele funciona como uma rede que permite com que o bebê fique com o corpo próximo de quem o carrega, de maneira confortável e aconchegante.

mãe e bebe no sling 2

A partir de qual idade o sling pode ser usado?

Ainda não existe um consenso sobre o uso do sling, mas alguns pediatras indicam que eles podem começar a ser utilizados a partir do primeiro mês de vida do neném. Até os três primeiros meses é indicado que os bebês fiquem apoiados lateralmente, semelhante a forma como são carregados normalmente. Essa posição facilita bastante o momento de amamentação.

A partir dos quatro meses o bebê já tem maior sustentação do corpo e da cabecinha, permitindo que ele seja levado no sling de frente para mamãe ou papai, com o corpinho em contato direto com o corpo de quem o carrega. As perninhas ficam flexionadas, em formato de “M”, como se eles estivessem sentados. A cabeça do bebê deve ficar posicionada mais ou menos na altura do pescoço.

O sling pode ser utilizado durante todo o primeiro ano de vida do neném. O momento de parar de usá-lo vai depender muito de quem carrega o bebê, já que com o avanço da idade o seu tamanho e peso ficam maiores, o que pode dificultar na hora de transportá-lo junto ao corpo. Além disso, a criança também pode não querer mais ter os seus movimentos tão restritos.

Tipos mais comuns de sling

Atualmente é possível encontrar no mercado uma grande variedade de tipos de sling. Mesmo com a mesma função, cada um tem uma especificidade diferente e formas de amarração que se adequam melhor às necessidades de cada um. Conheça alguns dos tipos de sling:

Wrap Sling

Esse modelo conta com uma faixa de tecido bem longa que passa em volta do corpo e enrola o neném, inclusive isso tem a ver com o seu nome, já que wrap vem do inglês e em tradução para o português significa enrolar.

O wrap é um dos modelos que permite uma maior sustentação, já que o peso do bebê é distribuído entre os dois ombros do carregador. De início pode ser um pouco complicado de colocar, por isso, foi criado também a versão fast wrap, que é semelhante a camiseta com espaço para encaixar o neném, sendo muito mais fácil de usar. 

Sling com argolas

O sling com argolas pode ser usado por bastante tempo, já que as argolas permitem que ele seja ajustado ao corpo à medida que o neném vai crescendo. Esse modelo é usado em um ombro só e é ótimo para os primeiros meses de vida do neném, já que permite com que ele fique posicionado de lado.

Entretanto, conforme o bebê vai crescendo, carregá-lo com o peso apenas em um ombro pode se tornar um pouco desconfortável e cansativo.

Mei-Tai

O modelo Mei-Tai já vem com o espaço para colocar o neném e com longas tiras de tecido para fazer a amarração junto ao corpo. Assim como no Wrap, o Mei-Tai possibilita que o peso do bebê seja distribuído nos dois ombros da mãe ou do pai.

Esse modelo é mais indicado para quando o neném já tem uma sustentação maior do tronco e da cabecinha, já que ele fica sentado, de frente para o corpo de quem o carrega.

Pouch Sling

O pouch sling é a versão mais prática do sling com argolas. Esse modelo é semelhante a uma bolsa e é usado de frente ao corpo, com o peso do neném apoiado em um ombro só.

Mesmo sendo mais fácil e prático de usar, este modelo tem uma desvantagem em relação aos outros, como ele não é ajustável, não é possível usá-lo durante muito tempo.

mae e bebe no sling 3

Vantagens de usar o sling?

Além da praticidade para transportar e ficar com o neném no colo durante um longo período de tempo, o uso do sling também traz grandes vantagens tanto para as mamães e papais, quanto para o bebê.

  • A posição que o neném fica no sling é boa para acalmá-lo;
  • A melhor distribuição do peso do bebê no corpo de quem o carrega com o sling evita dores e desconforto na coluna;
  • Permite que os laços entre o neném e os pais sejam estreitados;
  • Ajuda na coordenação motora do neném;
  • Amplia o campo de visão do bebê;
  • Permite maior conforto ao neném;
  • É ótimo para aliviar dores, cólica e até refluxo no neném por conta da posição e do calor do corpo.

O sling é um ótimo motivador para estimular a coordenação motora infantil, desenvolvemos também um post com um compilado de atividades para o desenvolvimento da coordenação motora fina, acompanhe e fique por dentro dos benefícios! 

Como amarrar o sling

Agora que você já conhece os tipos de slings e quais as suas vantagens, aprenda duas maneiras fáceis de usá-lo:

Wrap Sling: passo a passo amarração em cruz

Passo 1: Encontre o centro do sling e coloque na sua cintura, na direção do umbigo. O meio pode ser identificado pela etiqueta, mas alguns modelos contam com estampa localizada para facilitar;

Passo 2: Passe o tecido pelas costas e puxe as pontas por cima dos ombros, formando um “X”. As pontas devem passar para a parte da frente;

Passo 3: Encaixe o bebê na faixa que ficou na cintura, na posição horizontal. Certifique-se de que o bumbum do bebê esteja bem apoiado;

Passo 4: Ajuste as pontas do tecido para que o bebê fique bem seguro e o mais próximo possível do seu corpo;

Passo 5: Pegue as pontas do tecido e passe cruzadas embaixo do bumbum do bebê;

Passo 6: As pontas de tecido que sobrarem devem ser amarradas nas costas com um nó duplo e firme.

Sling com argolas: passo a passo amarração simples

Passo 1: Estique o sling deixando a argola na altura do seu ombro e envolva-o no seu corpo na diagonal, passando pelas costas. A sobra do tecido deve ser passada no meio da argola;

Passo 2: Após passar o tecido no meio da argola pegue a sobra e passe por cima de uma das outras argolas;

Passo 3: Ajuste o tecido na argola e coloque-o rente ao seu corpo, deixando espaço suficiente para encaixar o bebê;

Passo 4: Coloque o bebê no espaço entre o sling e o seu corpo;

Passo 5: O bebê pode ficar deitado na lateral ou de frente para você com as perninhas em formato de “M”;

Passo 6: Se necessário, ajuste novamente o sling para que o bebê fique bem encaixado e o mais próximo possível do seu corpo.

mamãe e bebê no sling

Dica 1

Para um maior conforto do neném, é indicado que eles vistam macacões, bodies ou calças que deixem os pézinhos livres, já que a posição do sling pode repuxar o tecido da roupinha. Para que os pés não fiquem expostos, coloque meias ao invés de sapatinhos. 

Dica 2

No momento da escolha e compra do sling, dê preferência para os modelos fabricados em tecido 100% algodão, já que são mais resistentes, têm uma maior durabilidade e não causam alergias em contato com a pele sensível do neném.

Se você tinha alguma dúvida sobre o uso do sling, com essas dicas será muito mais fácil começar a usar, além de permitir que o seu neném fique cada vez mais próximo de você.

Gostou das dicas? Aproveite também para ler o nosso post sobre introdução alimentar e aprenda 10 dicas para não errar nessa fase tão importante.

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados