Conheça as fases da adolescência e saiba como lidar com elas

Pare um momento e pense: como foi a sua adolescência? Com certeza foi marcada por muitas lembranças boas e outras ruins, não é mesmo? Essa é uma fase de altos e baixos, pois é a nossa transição entre infância e vida adulta. Naturalmente, esse é um período desafiador e marcado por diferentes momentos: as fases da adolescência. 

Afinal, ninguém espera que esse processo de amadurecimento seja instantâneo e veloz, não é? Diferente dos bebês, que possuem saltos de desenvolvimento bem pontuados, a adolescência é mais abrangente e ambígua, e seus efeitos são muito mais marcantes na vida de um indivíduo. 

Os pais de adolescentes sabem muito bem o quão desafiador esse momento pode ser para seus filhos. Inclusive, os próprios pais enfrentam algumas dificuldades, já que as crianças que eles conheciam começam a se transformar em uma nova pessoa, com gostos e atitudes diferentes. 

Para ajudar quem está vivendo esse momento, criamos este conteúdo bem bacana! Continuando a leitura, você poderá conhecer um pouco mais sobre as fases da adolescência, entender o porquê deste ser um período tão difícil e conferir as dicas da Brandili para pais ajudarem seus filhos a viverem o melhor desse momento. Olha só:

As três fases da adolescência segundo a OMS 

A Organização Mundial da Saúde considera três fases da adolescência: a pré-adolescência, a adolescência em si e a juventude. Cada uma delas é marcada por vivências e comportamentos específicos.

Para te ajudar a entender esses momentos, vamos nos basear em um estudo da Universidade Estadual de Iowa, dos Estados Unidos. No estudo, é possível ver com detalhamento (em inglês) as características e comportamentos das fases da adolescência. Abaixo, um resumo que já dá uma boa visão geral: 

A fase da pré-adolescência (10-14 anos)

O principal marco da pré-adolescência é o início da puberdade, quando o corpo da criança passa a se transformar. Não somente uma transformação física acontece, como também o crescimento psíquico e a maturação dos aspectos sexuais. Diante disso, uma clara confusão acontece na cabeça dos pequenos, que passam a enfrentar – muitas vezes – a sua primeira crise interna. 

Alguns pré-adolescentes costumam se sentir perdidos e indefesos por não terem clareza do que exatamente estão enfrentando. Ligado à isso, alguns comportamentos que podem surgir são:

  • autocrítica extrema e diminuição de auto-estima;
  • mudanças repentinas de humor causadas por alterações hormonais em seu corpo;
  • o despertar do desejo de independência, ainda que precisam e queiram a ajuda dos pais;
  • interesse por fã-clubes e admiração por ídolos mais velhos ou adultos;
  • início do questionamento de autoridade dos pais;
  • o desejo de evitar atividades difíceis;
  • afloramento de algumas habilidades sociais

A fase da adolescência (15-17 anos)

A puberdade já está finalizada, mas o crescimento físico continua. Na adolescência, os indivíduos começam a ter um pensamento mais abstrato, questionando pontos importantes de sua vida e do seu futuro. Com isso, a introspecção passa a ser mais comum e a timidez também, pois os adolescentes sentem a necessidade de viver o seu “eu”, dentro de si. 

Nesse momento os adolescentes passam a demonstrar interesse em descobrir qual é o sentido da vida e, também, começam a definir os seus objetivos a longo prazo, desenhando o futuro que querem para si. 

Comportamentos que você pode observar são:

  • sentimentos de inferioridade e inadequação;
  • o desejo de ter a sua voz ouvida, fazer parte ativa de discussões importantes;
  • interesse em viagens e aventuras;
  • pensamento abstrato bastante completo, resolvendo problemas complexos;
  • necessidade de ajuda para fazer planejamentos concretos;
  • definição concreta de suas áreas de interesse, restringindo-se a campos mais específicos;
  • desenvolvimento do senso de comunidade, prestando mais atenção ao ambiente em sua volta. 

Juventude (18-24 anos)

Aqui, o desenvolvimento físico já está completo e finalizado. Entretanto, o crescimento cognitivo continua. A juventude é a fase em que o indivíduo começa a experimentar os primeiros momentos da vida adulta e, com isso, desenvolve uma racionalidade maior, faz planos para o futuro e estabelece a sua identidade. 

É o momento em que se torna um profissional, sai da casa dos pais para viver sozinho, desenvolve relacionamentos duradouros e amadurece com isso. Nessa fase, o seu filho já é um (jovem) adulto.

Afinal, por que a adolescência é tão difícil? 

A adolescência é difícil principalmente por conta do alto volume de mudanças que acontecem com os indivíduos. Um adolescente experimenta tanto mudanças físicas e psicológicas quanto mudanças de ambiente e de grupos sociais. O corpo muda, as ideias mudam e a sua realidade também. 

A nossa mente é “configurada” para a normalidade e, por isso, sofre tanto com mudanças. Pense bem: uma mudança de escola, de trabalho ou de casa não costuma nos deixar ansiosos, com medos e receios? A adolescência é um grande período em que esses sentimentos são intensificados! 

Ao mesmo tempo, é uma fase extremamente importante para a formação do nosso eu. Por isso, os pais podem – e precisam! – intervir para fazer desse momento mais leve e confortável para seus filhos.

Dicas para os pais de adolescentes ajudarem seus filhos

Que dureza passar por tudo isso, hein? Como todo pai quer o bem de seus filhos, costumamos sentir um aperto no coração de vermos nossas crianças sofrendo de qualquer forma, não é mesmo? 

Durante as fases da adolescência, podemos tomar algumas atitudes para tentar amenizar essa vivência. Olha só as nossas dicas:

Seja um bom exemplo e encoraje seu filho a procurar bons exemplos

A adolescência é uma fase em que os indivíduos procuram se inspirar com bastante frequência em pessoas mais velhas. Por esse motivo, é importante que você reveja suas atitudes e procure ser, diariamente, um bom exemplo para seu filho. 

Ainda que ele desenvolva o desejo da independência, ele olhará para a família e refletirá alguns comportamentos. 

Além dos pais, irmãos mais velhos e professores também podem ser inspirações de crescimento para os adolescentes. Se você identificar esse tipo de interesse, procure instigar seu filho a observar os traços bons dessas pessoas e trabalhá-los também em sua rotina. 

Ofereça ajuda para tomar decisões e fazer planos para o futuro

Uma das maiores dificuldades da adolescência é o processo de tomada de decisões. Afinal, escolhas importantes para toda a vida são feitas aqui, como a escolha de uma profissão. Como pais, podemos ajudar nesse processo trazendo um pouco de racionalidade à tomada de decisões. 

Estimule seu filho a observar os prós e contras de cada decisão e fazer suas escolhas a partir disso. Na hora de planejar o futuro, a sua ajuda pode ser no momento de fazer seu filho enxergar qual é o caminho que deve ser percorrido para alcançar seus objetivos de vida.

Seja empático e compreensivo

Como já entendemos, a adolescência é uma fase dura e cheia de desafios. Para não se tornar você mesmo um problema para seu filho adolescente, procure exercitar a sua empatia e se colocar em seu lugar e entender as frustrações que passam em sua cabeça. 

Também é importante nunca constranger o seu filho na frente de outras pessoas de forma intencional. Suas inseguranças – com seu corpo, com seu futuro e com suas relações pessoais – são coisas sérias e não podem ser motivos de piadas. 

Mesmo que alguns problemas possam parecer pequenos e insignificantes para você, um adulto, para seu filho não é bem assim. Portanto, repense antes de repreender seu filho adolescente em alguns momentos.

Dentro disso, a comunicação com afeto pode ser uma poderosa ferramenta usada a seu favor. Para entender mais sobre ela, recomendamos a leitura do post “Conversa de Mãe: Você sabe o que é a Comunicação com Afeto?”.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as fases da adolescência e conferiu nossas dicas de atitudes para ajudar seu filho a passar por esse momento, o tema não parece mais um monstro de sete cabeças, não é mesmo? 

Lembre-se: com amor pela criança (e pelo adolescente) tudo pode ficar mais lindo!

Fonte de imagens: Pexels | Freepik

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!

Assuntos Relacionados