Como organizar brinquedos: 7 dicas essenciais

Parece impossível manter a organização do quartinho das crianças, né? Conforme o tempo passa, mais brinquedos vão chegando e aumentando a bagunça. Porém, há uma solução definitiva para esse problema! 

Este post não apenas vai te mostrar como arrumar os brinquedos, mas também como mantê-los organizadinhos com a ajuda dos pequenos! Isso porque nos inspiramos em técnicas montessorianas, que incentivam a autonomia e a responsabilidade da criança. 

Se você quiser aprender mais sobre esse método, leia o nosso post especial sobre como criar um quarto montessoriano!

Geralmente, a desorganização dos brinquedos é causada por falta de lugares específicos para eles e um mal planejamento de suas posições. 

Nós cobrimos esses e outros problemas em 7 dicas que vão mudar a forma com que você e seu filho vêem a arrumação! Confira abaixo e não se estresse mais com brinquedos espalhados por todo canto: 

1. Separe e desapegue

Comece separando os brinquedos: os quebrados, os que não estão sendo mais utilizados e os que ainda fazem parte da brincadeira dos pequeninos. Para os que estão quebrados, a melhor opção é doar para algum órgão que faça restauração ou colocar no lixo reciclável. 

Sempre há brinquedos que não estão sendo mais utilizados e que podem ser doados para instituições de caridade! Confira com o seu filho e explique como esses itens podem fazer a diferença na vida de outras crianças. 

Além de praticarem um ato de solidariedade, vocês dois ficarão bem mais contentes com o espaço extra para brincar e organizar os itens que restaram.

2. Organize em categorias 

O ideal é dar início organizando por certos critérios, como tamanho ou tipo de brinquedo. Aqueles que são usados diariamente, como carrinhos e bonecas, devem ser deixados a fácil acesso, para que os pequenos não tenham que “cavar” até achá-los, bagunçando todo o resto. 

Já os brinquedos reservados para as noites de jogos do fim de semana, por exemplo, podem ser guardados em locais mais altos e menos acessíveis para as mãozinhas arteiras das crianças. 

3. Prateleiras e caixas para brinquedos pequenos 

Brinquedos que não são adequados para brincar toda hora, como massa de modelar e tintas, também podem ficar mais separados, em caixinhas, e em prateleiras mais altas para que a criança só use com autorização.

Uma ótima ideia é comprar caixas pequenas transparentes ou de cores diferentes para facilitar a identificação da criança sem precisar abrir uma por uma. Estas podem acomodar carrinhos ou bonecas pequenas e quebra-cabeça, por exemplo.

4. Baús e cestos para brinquedos grandes 

Uma boa dica é colocar brinquedos maiores em um baú – que, fechado e com umas almofadinhas em cima, pode virar também um banco. Outra opção que não pesa tanto no bolso e ajuda na organização, são os cestos de plástico. 

Sapateiras, que podem ser feitas de tecidos, também são boas opções, além de caixas de pallet. Quando um brinquedo grande fica mal posicionado, a bagunça parece muito maior do que realmente é. Por isso ressaltamos a importância de mantê-los bem guardadinhos nesses compartimentos!

5. Utilize cada espaço 

Principalmente para quartos pequenos, aproveitar cada cantinho é essencial. Armazene brinquedos debaixo da cama, atrás da porta e até no armário de roupas. O importante é não deixar itens sem lugar definido, que sempre ficarão avulsos pelo espaço. 

6. Estabeleça uma rotina

Essa dica é a mais importante para garantir que os pequenos te ajudem na organização! Com os tópicos anteriores aplicados, esse processo vai ser bem facinho para eles: só voltar os brinquedos nas suas ‘casinhas’ pré-definidas, para que eles possam descansar.

Você pode estabelecer um horário – após a janta, por exemplo — para as crianças deixarem tudo arrumadinho. Faça-as entender que a bagunça é prejudicial não só para a mamãe e o papai, mas para eles também. Afinal, acordar em um espaço limpinho é bem melhor. 

Temos um post essencial para aprender mais sobre como incluir os pequenos na organização da casa! Confira-o para tirar todas as suas dúvidas.

7. Segurança em primeiro lugar 

Além de organizar os brinquedos de forma funcional e deixar a decoração bonita, é fundamental pensar na segurança da criança. 

Opte por móveis sem quinas, com cantos arredondados, utilize rede de proteção nas janelas, coloque proteção nas tomadas e deixe os móveis acessíveis às crianças e com os brinquedos ao seu alcance.

É isso aí, gente!

Colocar o quarto e brinquedos em ordem proporciona bem-estar e mais espaço para brincar. O quarto é um cantinho muito importante para o desenvolvimento das crianças: é onde os pequenos estudam, brincam, aprendem e recarregam energias.

Insira o hábito de cuidar deste ambiente nos pequenos: isso será uma lição para a vida toda, estimulando desde cedo a autonomia e a organização! Para ensiná-los outros bons costumes, que tal ler o nosso post com dicas de preservação de água para as crianças aprenderem?

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!